FUTSAL - Chelo quer surpreender o “vice” Lamas Futsal


As equipas do distrito de Coimbra que competem no Nacional da 2.ª Divisão começam já a pensar na fase de permanência, à qual querem chegar com o maior número de pontos possível, uma vez que, no final da primeira fase, estes serão reduzidos a metade.

Nesta ronda 14, o Chelo, Penacova, tem pela frente uma missão bem complicada ao receber (hoje, às 18h00) o Lamas Futsal. O conjunto de António Santos vai certamente querer aproveitar um eventual “nervosismo” do 2.º classificado que sofreu, na última jornada, a primeira derrota na prova.

O Domus Nostra entra em acção amanhã (18h00) no pavilhão do Saavedra Guedes. As duas equipas estão separadas por apenas um ponto, com vantagem para o emblema do distrito de Aveiro. A equipa liderada por Cláudio Cruz vai certamente procurar regressar às vitórias (algo que não acontece desde a jornada 8) para sair da penúltima posição.

No Nacional de Sub-17, o S. João (3.º) visita esta tarde o Benfica (2.º) em jogo da 13.ª jornada da Zona Sul. Um triunfo (repetindo o feito alcançado em Pé de Cão) garante um lugar na fase final aos jovens pupilos de Ricardo Soles. 



Ricardo Ferreira Santos - Diário de Coimbra

POESIA - Luís Amante apresenta REFLEXO[s] … da Vida na Vida das Poesias

Luís Pais Amante apresenta o seu segundo livro de poemas no auditório do Centro Cultural de Penacova.
A sessão de apresentação é promovida em parceria pela Câmara Municipal, Associação Cultural Divo Canto e Edições Colibri, com início marcado para as 16 horas, será conduzida pela Editora e contará com intervenções do editor e do autor, para além de espaços de poesia. Haverá ainda dois momentos musicais proporcionados pelo Coral Divo Canto e pelo Grupo de Concertinas do Caneiro.
Outra novidade prevista para esta sessão, será a estreia de uma música composta pelo Maestro Pedro André Rodrigues, para um poema do primeiro livro do Luís Pais Amante, que vai ser cantada pelo Coral Divo Canto.
Sobre o autor, um penacovense radicado em Lisboa e que é o recém-empossado Presidente da Confraria da Lampreia, é-nos assim apresentado pela sua Editora:
 “Luís Manuel Pais Amante fez os estudos básicos na Escola Maria Máxima, em Penacova, onde nasceu a 15 de Janeiro de 1954 e os estudos secundários no Externato Príncipe das Beiras, em Penacova e no Liceu D. Duarte, em Coimbra.
É Licenciado em Direito. Post-Graduado, Advogado e Gestor, diplomado, entre outros, pelo MCE (Mannagement Center Europe), em Bruges.
Reside em Lisboa desde 1973. O reco-nhecimento do seu trabalho, na área da consultoria [nacional e internacional] e da gestão, mereceu destacada referência no “Ultimate Professional Directory – 2000”, do “International Who’s Who of Professionals”.
Em 2016 publica o seu primeiro livro de poesia Conexões.
É o actual Juiz da Confraria da Lampreia.”
Quanto ao livro que agora se apresenta, escreveu Álvaro Coimbra:
“Apesar dos poemas viajarem por lugares tão distantes como Maputo ou Havana, Penacova ou Cuba um lugar especial e as palavras que o Luís lhe dedica deixaram-me rendido, porque me identifico muito com esse sentir, com os laços fortes, diria mesmo telúricos, que nos ligam à terra.”
[Álvaro Coimbra, in Blog – Livraria do Mondego]
Dizem ainda a Editora e o próprio autor, que o livro REFLEXO[s] … da Vida na Vida das Poesiastraz-nos poesias
“1 - Ligadas aos compromissos matrizantes – e marcantes – da minha interioridade e da sua formatação;
2 - Inscritas no meu pensamento livre, vadio, divagante e acutilante, por vezes bem disposto;
3 - Adquiridas em contextos específicos;
4 - Conectadas com vivências concretas que mereceram – e merecem – incondicionais relevâncias.”

ACIBA - Seminário de Apresentação INOVSTART Penacova


No dia 26 de Janeiro de 2017, pelas 14h30,  será realizado no Auditório das Piscinas Municipais de Penacova, o Seminário de Apresentação do Projeto “INOVSTART”.

O presente projeto, promovido pela ACIBA -  Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira, no âmbito do Portugal 2020, Programa Operacional Regional do Centro, Sistema de Apoio a Ações Coletivas, tem como objetivo apoiar a criação de novas empresas e/ou negócios, em todos os setores de atividade, especialmente iniciativas empresariais inovadoras e diferenciadoras e destina-se a todos/as os/as empreendedores/as que tenham uma ideia de negócio, necessitem de apoio para a sua concretização, e pretendam implementa-la nos concelhos da Mealhada, Mortágua e Penacova.

Este evento contará ainda com a presença especial do Exmo. Sr. Dr. José António Cortez, Diretor Executivo da CCP - Confederação de Comércio e de Serviços de Portugal e Autor das obras “É possível vencer a crise?”, "Da Economia da Crise à Crise das Políticas" e "Portugal: Que Modelo Económico?”

Haverá ainda lugar para um debate aberto sobre os temas apresentados, no qual contamos com a participação do painel convidado e do público presente.


PROGRAMA

14h30: Receção aos convidados

15h00: Discurso de boas vindas
(Exmo. Sr. Carlos Pinheiro, Presidente da ACIBA – Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira)

15h15: Apresentação do Projeto INOVSTART
(Exmo. Sr. Eng.º Alexandre Cardoso, Coordenador/Consultor na Consulset, Consultadoria e Marketing, S.A.)

15h45: Apresentação do tema “Novos desafios do empreendedorismo para as micro e pequenas empresas”
(Exmo. Sr. Dr. José António Cortez, Diretor Executivo da CCP – Confederação de Comércio e de Serviços de Portugal e Autor das obras “É possível vencer a crise?”, “Da Economia da Crise à Crise das Políticas” e “Portugal: Que Modelo Económico?”)

16h15: Coffe Break

16h30: Debate dos temas apresentados
(Sessão de perguntas e respostas colocadas aos elementos do painel pelo moderador(a) e com a participação do público)

17h00: Encerramento do seminário
(Exmo. Sr. Dr. Humberto Oliveira, Presidente da Câmara Municipal Penacova)


A participação no seminário é gratuita.

VIOLÊNCIA FILIOPARENTAL - A vergonha da violência doméstica praticada pelos filhos contra os pais



Todos os dias há, em média, um pai ou uma mãe agredidos pelos filhos, em contexto de violência doméstica, revelam dados da Associação Portuguesa de Apoio à Vítima, que registou 1.777 casos entre 2013 e 2015. Significa que, em média, houve mais de 592 casos por ano, o que representa pelo menos um caso por dia em que pais são vítimas de violência doméstica por parte dos filhos.

Casos como o de Hermínia (nome fictício), mais de 70 anos, agredida durante alguns meses por um filho, entre murros, apertões e puxões de cabelo, dão rosto a estas estatísticas. O filho, atualmente na casa dos 40 anos, com um historial de toxicodependência e doença psiquiátrica, continua a viver na casa de família, enquanto Hermínia viu-se obrigada a sair, tendo encontrado abrigo na casa de um familiar.

4.327 factos criminosos sobretudo maus tratos

Nas estatísticas da APAV, os 1.777 pedidos de ajuda feitos à associação traduzem-se em 4.327 “factos criminosos”, havendo, no total dos três anos, 123 casos de furto/roubo, 698 casos de ameaça/coação, 1.090 maus tratos físicos e 1.658 crimes de maus tratos psíquicos.

Entre as vítimas, mais de 83% são mulheres e em cerca de 49% dos casos tinham 65 anos ou mais de idade. Grande parte dos pais é viúvo (29%), mas há também 25,5% que é casado, sendo que em 32,4% dos casos (575) pertenciam a um tipo de família nuclear com filhos.

APAV contabilizou 1.894 autores dos crimes

No que diz respeito aos autores dos crimes, a APAV contabilizou, nos três anos, 1.894 pessoas, ou seja, um número superior ao de vítimas.

Em mais de 65% dos casos, o agressor é do sexo masculino, maioritariamente (93%) tem entre os 36 e os 45 anos, é solteiro (26%) e está desempregado (31,5%).

Entre os 4.326 crimes registados naquele período pela APAV, houve 1.658 casos de maus tratos psíquicos, 1.090 maus tratos físicos, 698 ameaças, mas também 123 roubos ou duas violações.

FUTEBOL DISTRITAL - Uma questão de regularidade


São dias felizes para quem gosta de futebol. Dá gosto acompanhar a par e passo as lutas desenfreadas que um “futebol de paixões” proporciona na vertente distrital.

A Divisão de Honra AFC está ao rubro, com uma liderança partilhada entre Condeixa e Sourense que ao fim de 15 jornadas somam 35 pontos. Mas os dois emblemas têm por perto o Oliveira do Hospital (34) e Ançã (32). Os quatro emblemas cerram fileiras no topo do principal patamar do futebol distrital decorrida que está uma volta e afiguram-se como os protagonistas à conquista do ceptro distrital e consequente subida ao Campeonato de Portugal.

Com “meia parte” já disputada, o Condeixa ostenta o melhor ataque (39 golos), secundado por Penelense (37) e Sourense (28). Em sentido inverso, Lousanense (9) e Sepins (9) são os menos concretizadores.

No que toca às defesas, o Sourense (8) é quem menos vezes viu as suas redes serem batidas, logo seguido do trio Condeixa, Oliveira do Hospital e Pampilhosense (9). Do lado oposto, o Pereira é o emblema que mais golos sofreu (51), juntamente com Lousanense (37) e Sepins (35), um trio que, de resto, ocupa a cauda da classificação da Divisão de Honra AFC.

Equipas do pódio jogam fora de casa

Assim, para este domingo, não faltam motivos para os amantes dos “desporto-rei” optarem por um dos sete campos do distrito (o União FC-Ançã foi adiado para o dia 29) nos quais a bola vai rolar.

Olhando para o topo, Sourense e Condeixa visitam Febres e Penelense, enquanto o Oliveira do Hospital vai até ao reduto do Vinha da Rainha.

Em Fala, Vigor (8.º) e Pampilhosense (6.º) prometem um belo espectáculo. Eirense e Tocha têm o factor casa e alguma dose de favoritismo nas recepções a Pereira e Lousanense.

Em Poiares, há jogo de “aflitos”, com os poiarenses a receberem o “lanterna vermelha” Sepins. Tendo em conta que o distrito de Coimbra terá as suas cinco equipas do Campeonato de Portugal a lutar pela permanência, o “fosso” de queda para o segundo patamar distrital estará sempre dependente do que elas fizerem. A incerteza irá sempre durar até final.

1.ª Distrital equilibrada

As emoções estendem-se ao segundo patamar das provas distritais, no qual a segunda abriu no último domingo e logo com 27 golos em sete jogos (quase quatro golos por en contro e houve um “nulo”).

Este domingo, o líder Lagares da Beira recebe o S. Silvestre, enquanto o Arganil (2.º) visita o reduto do Águias (4.º), nu ma partida que se perspectiva bem equilibrada. O Marialvas (3.º), que entrou na segunda volta da prova com uma derrota, é favorito na recepção ao Ac. Gândaras. Curiosidade ainda em torno da recepção do Mirandense (6.º) ao Brasfemes (7.º) equipas que querem trepar lugares na geral.

Ricardo Ferreira Santos - Diário Coimbra