Parlamento Jovem - Jovens deputados sugerem fim de mordomias dos políticos

Parlamento Jovem de Coimbra desenvolveu proposta que determina a redução de deputados, das subvenções aos partidos políticos e dos privilégios dos membros do Governo


Mais de duas dezenas de estabelecimentos de ensino básico participaram ontem na sessão distrital do Parlamento Jovem, elegendo os “deputados” que irão defender a recomendação de Coimbra na sessão nacional, marcada para os dias 6 e 7 de Março, em Lisboa.
Com o salão nobre dos Paços do Concelho a servir de hemiciclo, os alunos replicaram uma sessão plenária da Assembleia da República, depois de reuniões sectoriais, dir-se-ia de “especialidade”. Em discussão esteve a análise, alteração ou supressão de pontos da proposta base mais votada nas sessões escolares, no caso a apresentada pela escola básica de Lagares da Beira.


Apresentadas as propostas e aditamentos pelos “grupos de trabalho”, procederam-se às votações. O documento final aprovado - e que irá ser defendido na Assembleia da República - consubstancia quatro propostas, todas com preocupações sociais e económicas.
Para os jovens “deputados” de Coimbra, o momento actual exige «mais financiamento para a criação de empresas e micro empresas», além da diminuição de impostos, o que,perspectivam, «irá permitir a criação de empresas» e de postos de trabalho.
Importante é, como concretiza o documento, «aumentar as exportações e diminuir as importações», exortando-se cada região a reflectir na produção de produtos «que tenham viabilidade para exportação». Através da aprovação de um aditamento, a redacção final propõe ainda o «investimento em actividades agrícolas e industriais sustentáveis para aumentar a riqueza do país e combater o desemprego».
Finalmente, o Projecto de Recomendação do Círculo de Coimbra sugere a «redução do número de deputados, das subvenções aos partidos políticos e dos privilégios dos governantes, autarcas e políticos».
Os trabalhos, desenvolvidos ao longo de todo o dia, incluíram ainda a selecção dos deputados representantes do distrito, recaindo a escolha em oito alunos, dois de cada uma das escolas eleitas: José Falcão e Martim de Freitas (ambas de Coimbra), secundárias de Oliveira do Hospital e de Montemor-o-Velho.
Iniciativa da Assembleia da República, o Programa Parlamento Jovem tem por objectivo promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pelo debate de temas da actualidade. «É fundamental para a formação política dos jovens», diria ao Diário de Coimbra Luísa Veiga Simão, da Equipa Parlamento Jovem da Assembleia da República, ao destacar a informação dos mecanismos do Parlamento, do processo legislativo e da formação legislativa que adquirem.
Depois, observou, é um programa que combate a tão criticada falta de proximidade entre a classe política e a sociedade civil. Depois da sessão dos jovens do ensino básico, decorre hoje a sessão distrital de Coimbra dos alunos do secundário.

  etiquetas