RECONHECIMENTO - Álvaro Coimbra ganha prémio de jornalismo - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

27 de junho de 2013

RECONHECIMENTO - Álvaro Coimbra ganha prémio de jornalismo

No ano em que se celebram 10 anos de serviços de apoio ao imigrante, a cerimónia de entrega dos Prémios de Jornalismo pela Diversidade Cultural 2013 decorreu no dia 25 de junho, no próprio Centro Nacional de Apoio ao Imigrante de Lisboa, espaço onde diariamente cidadãos estrangeiros procuram respostas para uma plena integração em Portugal.


A decisão do júri sustentou-se nos trabalhos que “melhor retrataram e/ou promoveram a diversidade cultural enquanto ativo de uma sociedade mais justa e plural”, segundo o regulamento do Prémio de Jornalismo Pela Diversidade Cultural.
Numa cerimónia que contou com a presença do secretário de Estado Adjunto do Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Pedro Lomba, e da Alta-comissária para a Imigração e Diálogo e Intercultural, Rosário Farmhouse, foram entregues as seguintes distinções:
        
Prémio Rádio
Nesta categoria, o júri decidiu atribuir o prémio ex aequo  aos trabalhos:
Pontes entre nós, de Álvaro Coimbra, emitido na Antena 1 e Sou daqui e de lá, de Lília Almeida, emitido na Antena 1 –Açores;

Prémio Diálogo Intercultural:
Seleção de Esperanças, de Mafalda Gameiro Transmitido na RTP1, no programa Linha da Frente;

Prémio Televisão
Um dia vou ficar português, de Susana André, transmitido na SIC, no programa Grande Reportagem;

Prémio Imprensa Escrita
O caminho para a liberdade, de Isabel Nery (texto) e José Carlos Carvalho (fotografia), publicada na Revista VISÃO;
  
Prémio Media Étnicos
O vencedor nesta categoria foi o trabalho Esperança realizada, deVitaly Mirny, emitido na Rádio Leste;
  
Prémio Fotojornalismo
Nesta categoria venceu a reportagem O bairro do mundo todo, de Marcos Borga, publicada na Revista VISÃO.
O júri entendeu não atribuir qualquer distinção na categoria Órgãos de Informação Regionais e Locais.

Os prémios visam distinguir, anualmente, trabalhos no âmbito da diversidade cultural realizados por jornalistas habilitados com título profissional e publicados em meios de comunicação sedeados em Portugal, entendendo o ACIDI que os mediaconstituem um meio privilegiado de promoção da diversidade cultural e de denúncia de discriminação e xenofobia na sociedade portuguesa.