FUTEBOL - União perde em casa contra o Oliveira do Hospital - PENACOVA ACTUAL
PUB

ÚLTIMAS

PUB

Post Top Ad

7 de outubro de 2013

FUTEBOL - União perde em casa contra o Oliveira do Hospital

Na visita ao “Feira Nova” e que marcou a estreia na Divisão de Honra, a exibição do Oliveira do Hospital saldou-se por uma exibição convincente, culminando numa goleada. Os lances de bola parada foram o grande enigma para a equipa visitada resolver, numa tarde plena de oportunidades e com o médio Cané a “brotar” qualidade quanto baste na cobrança dos livres.
A fragilidade encontrada no eixo defensivo, com o guarda-redes Pardal incluído, ajudou muito a equipa visitante, que com rapidez de movimentos e execução na troca de bola, conseguiu construir o resultado positivo na primeira parte, num jogo em que até deu para o “capitão” da formação visitada Joel falhar uma grande penalidade.
A jogar em casa, o União FC viu Cané apontar um golo de belo efeito. Na sequência de um livre descaído na direita, o médio oliveirense executou primorosamente o remate, fazendo entrar a bola directamente na baliza de Pardal.
O jovem treinador André David, que colocou no tabuleiro de xadrez um “onze” com uma roupagem fabril, viu a sua equipa fazer “xeque-mate” aos 30 minutos, num lance superiormente concretizado pelo inevitável Cané. A partir de um canto na direita, o médio do Oliveira do Hospital colocou directamente a bola no fundo da baliza de Pardal. Dois minutos antes, o mesmo jogador já tinha ensaiado um livre mas a bola passou junto à barra da baliza. Aos 34 minutos, numa jogada de transição rápida que apanhou totalmente desprevenidos Marcos e Ricardo, “centrais” do União FC, o avançado Kiko entrou como “faca na manteiga” e “fuzilou” o desamparado Pardal. Estava dado o início da goleada, com o União FC a tentar os remates de meia-distância mas sem efeitos práticos.
No segundo tempo, a equipa do Oliveira do Hospital limitou-se praticamente a gerir o resultado volumoso construído muito cedo. Por seu turno, o União FC surgiu mais acutilante, onde a atenção de Rui Vale foi colocada à prova.
Aos 57 minutos, após boa combinação entre os elementos do eixo intermédio e avançado, Miguel Santos encarregou-se de dilatar o marcador, colocando a bola fora do alcance de Pardal.
Estava caída a muralha defensiva do União FC, pese embora o também jovem treinador André Pimpão tivesse operado as substituições que estavam à sua disposição no sentido de aguentar a pressão forasteira.
O União FC, que na segunda parte tudo fez para apontar o golo de honra e dedicá-lo à sua falange de apoio que se apresentou em grande número no “Feira Nova”, beneficiou de duas soberanas oportunidades, entre as quais uma grande penalidade, mas Joel permitiu a defesa a Rui Vale, num remate fraco e denunciado.
 Oliveira do Hospital mostrou ontem que é, efectivamente, uma equipa credenciada para subir de divisão, enquanto que o União FC tem de rever os lances de bola parada.
A equipa de arbitragem efectuou um trabalho positivo, pese embora algumas entradas mais rudes cometidas por desespero de causa, sobretudo por chegadas tardias à bola.

Jornalista Carlos Sousa

Sem comentários:

Post Top Ad