VIDA POLÍTICA - Ricardo Simões reconduzido na liderança do PS de Penacova


Ricardo Simões tomou posse esta sexta-feira como líder da Comissão Política do PS de Penacova, cargo que vinha já desempenhando desde as últimas eleições internas. Na sua intervenção, Ricardo Simões, 37 anos, que assume este mandato para os próximos quatro anos, realçou “o excelente resultado alcançado nas últimas eleições autárquicas”, dirigindo-se ao presidente do município ali presente, Humberto Oliveira,  e felicitando-o por ter “conseguido uma grande vitória autárquica para o PS em Penacova, um resultado inequívoco e sinal de que os Penacovenses gostaram do trabalho feito, mostrando esse agrado nas urnas”.
Na sua análise, Ricardo Simões sublinhou que “é preciso criar desenvolvimento económico, criar emprego e lutar para que os serviços públicos permaneçam em Penacova”. Lembrou a luta para que este Governo não tirasse o tribunal de Penacova, tendo o município feito um investimento que não lhe competia, em novas instalações, uma vez que o Governo paga as infraestruturas dos tribunais em todo o País,  com exceção do de Penacova. “A nossa próxima luta é lutar para que serviço local de finanças de Penacova permaneça aberto”, referiu, dizendo também que “o encerramento de serviços públicos é uma machadada no sonho deste concelho. É por isto que temos que lutar: para melhorar o nosso parque escolar, as infraestruturas de índole social, desportiva, cultural e de turismo, para que a nossa terra seja cada vez mais atrativa e que com isso possamos fixar pessoas, as de Penacova e as de fora. E rematou dizendo que ”foi esta a razão para as pessoas terem votado no PS de forma inequívoca, por acreditarem que nós o conseguimos fazê-lo e transformar Penacova numa terra melhor”. Ricardo Simões contou nesta sessão com os quatros secretários coordenadores no concelho: Pedro Assunção, em Figueira de Lorvão; António Fonseca, em Lorvão; Pedro Dinis, em Penacova; e João Azadinho, no Alto Concelho.
Coube a Pedro Coimbra, líder da distrital de Coimbra do PS e presidente da Assembleia Municipal de Penacova,  dar posse à nova Comissão Política Concelhia encabeçada por Ricardo Simões. O líder distrital enfatizou que, “como sempre, Penacova continuará a lutar pela manutenção de serviços no concelho. Serviços esses que o Governo de direita que tirar do interior mas que terá sempre a oposição dura dos penacovenses." Pedro Coimbra deu como exemplo o novo Tribunal de Penacova, “que o executivo de Humberto Oliveira soube e bem, manter no Concelho, mesmo assumindo a despesa da obra que deveria ser do Ministério da Justiça”. Aproveitou ainda para elucidar os presentes sobre a “campanha orquestrada, que continua a ser patrocinada pelo PSD de Penacova”, referindo que “a tentativa de atirar areia para os olhos das pessoas, como foi o caso da última assembleia municipal, não passará disso mesmo”. Pedro Coimbra, em registo firme, prezou-se por ter, até agora, conduzido as sessões de forma elevada, tendo mesmo patrocinado um novo regimento da mesma, que permite a todos terem liberdade para se exprimirem, “ao contrário do que acontecia antigamente”. Mostrou-se solidário com os ataques que alguns dos militantes de Penacova têm sido alvo por parte dessa mesma oposição, referindo que “a coligação que faz oposição ao PS em Penacova é o espelho da Coligação PSD/CDS que governa o país e que tanto tem oprimido os direitos dos portugueses”. 
Humberto Oliveira agradeceu o trabalho que a concelhia desenvolveu tanto na sua eleição como mais recentemente na sua reeleição, em setembro de 2013. Afirmou ter plena consciência de que "é com este tipo de trabalho de base que se atingem todos os objetivos, mesmo na gestão de um município". Lembrou os presentes que nas últimas eleições, “foi um trabalho de equipa que permitiu atingir os resultados”. Humberto Oliveira mostrou-se disponível para manter o rigor da sua gestão autárquica sublinhando que "se em 2010 e 2011 praticamente só paguei dívidas que outros deixaram e comecei a realizar obra nos dois anos seguintes, tendo encontrado no banco poucos milhares de euros disponíveis mas também milhões para pagar, mas orgulho-me de, ao fim de quatro anos ter milhões no banco e poucos milhares de dívidas para pagar".
Humberto Oliveira rematou que “não preocupam essas críticas vindas de pessoas que, nos meus quatro anos de mandato,  não tiveram a capacidade de apresentar uma única solução ou projeto para Penacova".
O líder da Juventude Socialista local, Pedro Alpoim, disse que foi com muito orgulho que durante sete anos foi líder da JS de Penacova. Aproveitou ainda para incentivar os jovens na sua participação cívica através dos partidos congratulando-se ainda por ver que a sua sucessão está muito bem encaminhada, tendo a JS de Penacova nos seus quadros jovens com muito valor. Não deixou de referir o trabalho que Humberto Oliveira tem feito à frente do Município de Penacova, apelando mesmo à unidade total dentro do partido contra aquilo que considera de " política rasteira promovida pela oposição em Penacova que em nada o surpreende vindo de uma quadrilha de frustrados". Já antes, Ricardo Simões havia realçado que “o PSD não nos amedronta e a mensagem que querem fazer passar de que de um lado estão os lobos e dos outros os cordeiros é falsa!”.
Penacova, 3 de março de 2014
NI/ Comissão Politica Concelhia de Penacova do Partido Socialista

  etiquetas ,