OPINIÃO - Os EUSA 2018 valorizam Coimbra (e a região)

O desporto, a juventude, a irreverência e o conhecimento foram as características fundamentais que levaram à vitória da candidatura de Coimbra à organização dos Jogos Europeus Universitários, os EUSA 2018, anunciada há poucos dias na cidade turca de Denizli. 

Uma parceria de sucesso que reuniu esforços do Município, da Universidade e da Associação Académica de Coimbra e cujo sucesso, de que estou convicto, vai implicar um grande empenho e uma conjugação de vontades dos promotores e que podem servir de exemplo na Região Centro e no País.

Esta iniciativa de indiscutível mérito, e que se segue ao importante reconhecimento do Património Mundial pela UNESCO, significa a afirmação de Coimbra e da Universidade como pólo global de ensino universitário. 

Além das dezasseis modalidades em competição durante duas semanas, das largas centenas de atletas e
acompanhantes que se instalarão na cidade, com as vantagens económicas óbvias que daqui decorrem, esta é a melhor oportunidade que se poderia desejar para a requalificação do desadequado e desaproveitado Estádio Universitário, cuja degradação e divórcio com a comunidade é evidente há largos anos. 

O Município, a Universidade e a Associação Académica têm, aqui, a oportunidade de organizarem um evento de excelência que deixe marca internacional e que signifique um momento de viragem no desporto universitário em Coimbra e no País, requalificando infra-estruturas, revitalizando espaços urbanos e fomentando o desporto universitário como actividade educativa e formativa capaz também gerar desportistas de competição nas mais diversas modalidades. Parabéns às três Entidades promotoras da candidatura e que contribuíram para valorizar Coimbra.

originalmente publicada no Diário de Coimbra de 14.04.2014 (edição impressa)

  etiquetas ,