ÁGUAS DO MONDEGO - No ano em que comemora 10 anos, faz o balanço da sua actividade na região Centro - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Post Top Ad

PUB

3 de junho de 2014

ÁGUAS DO MONDEGO - No ano em que comemora 10 anos, faz o balanço da sua actividade na região Centro

O Sistema Multimunicipal de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais do Baixo Mondego-Bairrada foi criado em Julho de 2004 com o objectivo de satisfazer as necessidades da população da região ao nível da quantidade e qualidade da água de abastecimento e do tratamento das águas residuais.


A concessão para a construção, exploração e gestão do Sistema foi atribuída, por um período de 35 anos, à Águas do Mondego, S.A., empresa que resulta da parceria entre a Águas de Portugal e os municípios de Ansião, Arganil, Coimbra, Condeixa, Góis, Leiria, Lousã, Mealhada, Mira, Miranda do Corvo, Penacova, Penela e Vila Nova de Poiares os quais, além de accionistas, são também utilizadores do Sistema.

Na última Assembleia-Geral, os accionistas aprovaram, por unanimidade a exclusão do município de Mira.

Dez anos depois, a Águas do Mondego (AdM) faz o balanço dos investimentos concluídos e ainda por realizar: Na última revisão do Contrato de Concessão, realizada em 2008, previa-se a conclusão de todos os investimentos até 2010, mas não veio a acontecer, uma vez que a capacidade de endividamento do Estado (e portanto também da Águas de Portugal e da Águas do Mondego) diminuiu e alguns investimentos foram derrogados por algum tempo.

Obras a lançar em Junho


Contudo, a maioria das obras estão realizadas e parte do que faltava fazer iniciar-se-á até ao final do primeiro semestre deste ano. Assim, a Águas do Mondego vai iniciar, até final de Junho, três empreitadas de tratamento de águas residuais (“ETAR’s de Arganil – Fase II”; “ETAR, Sistemas Elevatórios e Emissários de Semide-Poisão”; e “ETAR e Emissários de Moinhos”), que representam um investimento de 8,2 milhões de euros e vão servir os municípios de Arganil, Coimbra, Lousã e Miranda do Corvo.

As três empreitadas surgem na consequência da aprovação do Plano de Actividades e Investimentos do grupo Águas de Portugal. Com estas empreitadas, a AdM teve um investimento total em tratamento de águas residuais de 46,9 milhões de euros.

Dos 12 municípios servidos, Penela e Arganil (após a conclusão da empreitada ETAR’s de Arganil - Fase II) têm todos os seus investimentos realizados. Contudo, os investimentos nos restantes municípios também já estão praticamente concluídos.

AdM fornece água de qualidade e quantidade





O grande investimento, nestes dez anos, da AdM foi a nível de abastecimento de água. Até à data, a Águas do Mondego investiu perto de 97 milhões de euros, garantindo água de qualidade e quantidade à região Centro. A principal obra foi a estação de tratamento de água (ETA) da Boavista, que representou um investimento de cerca de 50 milhões de euros, e abastece cerca de 250 mil habitantes dos concelhos de Coimbra, Condeixa-a-Nova, Lousã, Mealhada, Miranda-do- Corvo e Penela.

Fonte do texto e das fotos

Sem comentários:

Enviar um comentário

Leia as regras:

1 - Todos os comentários são lidos e tendencialmente moderados.
2 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
3 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.