BOMBEIROS receberam equipamento de proteção individual


O comandante dos Bombeiros de Penacova classificou ontem de «reforço daquilo que é a nossa componente operacional » a atribuição à corporação de 61 equipamentos de protecção individual (EPI’s) por parte da Câmara Municipal.

António Simões, que falou no final da cerimónia de entrega daqueles equipamentos, na sala de sessões da Câmara Municipal de Penacova, fez questão de «desmistificar» a ideia de que aqueles equipamentos eram anti-fogo. «Não são casacos, nem calças antifogo, tudo arde na realidade», disse, acrescentando que em relação aos actuais equipamentos «não têm nada de mais». «Mas é, de facto, um reforço para a sua (dos bombeiros) actividade profissional», ressalvou.

Ou seja, os equipamentos ontem atribuídos vêm reforçar os já existentes e permitir que os bombeiros passem a ter equipamentos substitutos.

O presidente da Câmara Municipal de Penacova realçou também o facto de os equipamentos permitirem o reforço do «stock» de meios.

Para o Humberto Oliveira, o «grande pagador são os fundos comunitários porque através deles podemos disponibilizar aos bombeiros da região estes “EPI’s” com baixo custo para as associações». A corporação de Penacova, que conta presentemente com 122 efectivos, recebeu 61 equipamentos individuais de protecção. Cada EPI é constituído por botas, calça, dolmen, luva, capacete e “cogula” (gorro). Os EPI’s foram comparticipados em 85% por fundos comunitários através da Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra (CIM-RC) e os restantes 15% pelo município de Penacova.

Jornalista João Ribeiro

  etiquetas