REGRESSO ÀS AULAS - Pais da EB1 de Figueira de Lorvão não vão permitir abertura da escola


A Comissão de Pais e Encarregados de Educação da EB1 de Figueira de Lorvão, Penacova, informou que não vai permitir a abertura da escola neste início do ano letivo, enquanto não estiver garantida a constituição das 5 turmas exigidas para a integração de crianças com necessidades educativas especiais (NEE)

A EB1 de Figueira de Lorvão tem matriculados 86 alunos dos quais 7 estão referenciados como NEE. Pela lei vigente (19º artigo do despacho 5048-B/2013), cada turma que inclua alunos NEE deverá ser constituída no máximo por 20 alunos, apenas podendo haver até dois alunos NEE por turma.

Após várias diligências junto das entidades competentes, a Comissão não obteve qualquer resposta por parte da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, tendo assim decidido impedir o início do ano no próximo dia 15 de setembro, fazendo com a comunidade de Figueira de Lorvão, um cordão humano à volta da escola, e rumando depois à sede da DGEE em Coimbra, onde irão exigir por escrito, uma resposta urgente e a reposição legal da constituição das turmas.

"Na segunda-feira, as crianças vão permanecer de férias. Estamos muito motivados para a contestação", disse Johnny Rocha, que integra aquela comissão.

Deste modo a Comissão, pretende demonstrar a sua solidariedade com os seus alunos  e com os de outras escolas onde esta situação se verifique, e acredita que a tarefa de proteger as comunidades dos abusos de poder cabe a todos, fazendo votos para que esta ação seja também um sinal de esperança para que outros não desistam.


Pedro Viseu

  etiquetas ,