ADELO - Autarcas Cantanhede, Mealhada, Montemor-o-Velho e Penacova visitaram Cabo Verde


A AD ELO – Associação de Desenvolvimento Local da Bairrada e Mondego esteve representada na delegação de associações de desenvolvimento local que esteve, na semana passada, em Cabo Verde para aprofundar os termos da cooperação que está a ser desenvolvida com este país africano, no âmbito do programa transnacional denominado Cooperar em Português.

Integraram a comitiva o líder do executivo camarário cantanhedense, João Moura, na qualidade de presidente da direção da ADELO, e os presidentes das câmaras municipais da Mealhada, Montemor-o-Velho e Penacova, respetivamente Rui Marqueiro, Emílio Torrão e Humberto Oliveira, bem como o diretor executivo da associação, Mário Fidalgo. Os representantes da ADELO visitaram locais onde estão em curso experiências de desenvolvimento local, ao abrigo do referido programa, cuja rede de parceiros tem gerado uma dinâmica de cooperação consolidada na implementação de iniciativas com enfoque no intercâmbio entre agentes das diferentes realidades.

A este nível, a AD ELO tem recebido várias comitivas de empresários e autoridades cabo-verdianas, com as quais tem colaborado na definição de estratégias e processos orientados para a promoção do desenvolvimento de base comunitária, através de ações de sensibilização realizadas para o efeito em domínios como o turismo, artesanato, energias renováveis e agricultura, entre outros.

Na sua deslocação a Cabo Verde, João Moura, Rui Marqueiro, Emílio Torrão, Humberto Oliveira, e Mário Fidalgo visitaram, na ilha de Santo Antão, o sistema fotovoltaico instalado no âmbito da cooperação da ADELO com a AMI – Associação de Desenvolvimento Integrado da Comunidade de Ribeirão e a Câmara Municipal de Ribeira Grande, com o apoio técnico da HOMAR, Lda, empresa portuguesa de Montemor-o-Velho. Implementado em 2013, na sequência de duas ações de sensibilização realizadas pela ADELO para as entidades cabo-verdianas, este projeto-piloto de apoio à agricultura permite fornecer energia elétrica de fonte renovável a um sistema de bombagem de água que serve os agricultores e a população da região de Ribeirão, funcionando ainda como exemplo prático de uma solução com benefícios para o ambiente e para a economia local.

Na visita ao equipamento, a delegação portuguesa foi acompanhada pelo presidente do Município de Ribeira Grande, Orlando Delgado, que desde a primeira hora deu apoio institucional à concretização de uma solução que representa um benefício apreciável para a AMI – Associação de Desenvolvimento Integrado da Comunidade de Ribeirão, ao diminuir o valor da fatura energética do sistema de gestão agrícola que esta desenvolve na região.

O projeto inscreve-se nos objetivos subjacentes ao compromisso assumido pela AD ELO no quadro da sua participação solidária na procura das soluções mais eficazes para o combate à pobreza em Cabo Verde. Do ponto de vista institucional, económico e empresarial foram igualmente criadas condições para a interligação de negócios entre os dois países com benefícios para todas as partes envolvidas.

  etiquetas ,