JUSTIÇA - Acusados de furto, começaram ontem a ser julgados em Penacova - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

26 de novembro de 2014

JUSTIÇA - Acusados de furto, começaram ontem a ser julgados em Penacova

O Tribunal de Penacova começou ontem a julgar três indivíduos acusados de furto qualificado e receptação. Na primeira sessão foram ouvidos os arguidos e o ofendido.

Os crimes remontam a finais de 2012, concretamente 30 de Dezembro quando, cerca das 19h00, os dois homens, de 31 e 27 anos, acusados de furto qualificado, se dirigiram à residência do ofendido, em Olho Marinho, concelho de Vila Nova de Poiares, onde entraram partindo um vidro da porta e abrindo a fechadura por dentro.

Já no interior da habitação, e segundo a acusação do Ministério Público (MP), os dois homens «percorreram as várias dependências da casa» de onde retiraram objectos no valor total de 5.759,90 euros. Entre outros bens, os arguidos levaram uma arma de caça, dois computadores portáteis, telemóvel, uma aliança de ouro e outros objectos em ouro, um LCD, uma playstation, dois casacos de pele e uma mala de viagem preta.

Os arguidos guardaram para si alguns dos bens, outros venderam, algum tempo depois, em Coimbra, ao terceiro arguido, acusado de receptação, que, sabendo da sua proveniência ilícita, os adquiriu por um total de 400 euros, tendo vendido a maior parte deles «por preço superior».

Os dois arguidos que terão sido responsáveis pelo assalto à residência, embora residentes em Coimbra, são naturais de Poiares e o mais novo, de 27 anos, refere o MP, «sabia da existência destas bens pertença do ofendido, por ter frequentado assiduamente a sua residência». Sabiam, igualmente, que os bens «não lhes pertenciam e que ao integrá-los nos seus patrimónios, usando-os e dispondo deles, agiram contra a vontade do proprietário».| Margarida Alvarinhas