ESPAÇO DO LEITOR - Penacova...onde (só) a natureza vive ….porque as pessoas não conseguem


O slogan de Penacova já deixava adivinhar..."onde a natureza vive"...mas pelos vistos é só para a Natureza, porque nalguns locais, as pessoas não conseguem fazê-lo em condições, pelo menos em condições que não sejam de terceiro mundo.

Refiro-me concretamente ao estado em que ficaram os caminhos junto aos Moinhos da Aveleira depois das recentes chuvas (e foram só as primeiras de um Inverno que, por estes lados costuma ter um rigor típico).


Não duvido que a intenção do Município, em Julho passado, tenha sido boa, quando decidiu alargar os caminhos, mas pouco mais disso passou. De facto, ao cabo de mais de dois anos de reclamações, finalmente foi decidido intervir naqueles arruamentos e alargaram os caminhos e, quando todos pensavam que se seguiria a competente pavimentação....nada feito! As máquinas abandonaram a 'obra' e tudo ficou parado. Passou o Verão e...nada!


Chegaram as chuvas e, claro está, a natureza não perdoa...o resultado foi o que está à vista... os caminhos completamente alagados, lamacentos e enlameados, perfeitos para a prática de 'todo-o-terreno'! Não haveria grande mal, até porque os caminhos são utilizados maioritariamente por tractores, uma vez que dão acesso a uma série de terrenos agrícolas, não fosse o facto de aqui TAMBÉM morarem pessoas, cujos únicos acessos à estrada principal se fazem por estes caminhos, não de cabras, mas agora apenas de tratores e/ou veículos TT


Logo que começaram as primeiras chuvas, fiz questão de documentar a situação e informar quem de direito, o Município e o seu Presidente, apelando a que, pelo menos, se colocasse um pouco de 'tout-venant'/brita, para minorar o problema e, acima de tudo, para que viaturas ligeiras consigam passar.


Do Município e do seu Presidente, lamentavelmente, nem resposta, nem 'obra'!


A continuar o tempo invernoso que se avizinha, certamente em breve carros ficarão atolados, ou mais grave, deixarei de poder entrar/sair de casa...resta REZAR para que não haja nenhuma emergência!!!

Texto e foto enviados por Ricardo Cruz

  etiquetas , , ,