FUTEBOL DISTRITAL Não faltam emoções na “viragem” da Honra na 16ª jornada - PENACOVA ACTUAL
PUB

ÚLTIMAS

PUB

Post Top Ad

30 de janeiro de 2015

FUTEBOL DISTRITAL Não faltam emoções na “viragem” da Honra na 16ª jornada


Depois das emoções da Taça AFC, eis que a Divisão de Honra regressa com o arranque da segunda volta. Entre as ilusões criadas no arranque do campeonato e a realidade nesta fase da prova é certo que todos vão querer “entrar” a ganhar, afinal, a margem de manobra para chegar ao sucesso, é cada vez menor.

É sempre um jogo que centra atenções ou não colocasse dois emblemas... da Académica. No Campo da Pedrulha, o Organismo Autónomo de Futebol (6.º) recebe a Secção de Futebol (2.º), numa altura em que estão separados por apenas quatro pontos. Promete!

Mas o certo é que o líder de há muito a esta parte é o União FC que, paulatinamente e com maior ou menor dificuldade lá vai ostentando a sua posição no trono. No Campo da Feira Nova, o líder não tem, contudo, margem de erro face aos perseguidores, pelo que terá mesmo de tentar superar um Condeixa (12.º) que quer surpreender e subir na pauta classificativa.

Em Febres também há “cimeira de candidatos”, com a turma local (5.º) a receber o Carapinheirense (4.º). Um ponto separa estes dois emblemas que têm um jogo a menos, precisamente a disputar entre ambos e que poderá resultar no salto para o topo.

O Penelense quer refazer-se da eliminação da Taça AFC e centrar atenções nas lides da subida. O emblema de Penela desloca-se a Mira onde vai tentar materializar o seu favoritismo diante de um Touring que “caiu” para o penúltimo lugar. Tarde de bom futebol também é aguardada em Fala, onde Vigor (7.º) e Ançã (9.º) procuram iniciar uma segunda volta com prestações mais regulares e que os catapultem do “miolo” para os lugares cimeiros da classificação.

Quem quer esquecer o primeiro turno do campeonato é o “lanterna vermelha” Arganil. No “Eduardo Ralha”, os arganilenses recebem um Eirense (10.º) que almeja subir na pauta.
O Pampilhosense vai iniciar uma série de encontros na condição de visitado, depois de ter andado a jogar fora no arranque da prova. Num tranquilo 8.º posto, o emblema da Pampilhosa da Serra vai agora querer amealhar os pontos suficientes para que a manutenção fique garantida o quanto antes, desejando, quiçá, “morder os calcanhares” aos “candidatos”. Domingo, recebe um Cova-Gala que tem a mesma meta de rapidamente se certificar entre os “grandes” da distrital.

Tocha e Lagares da Beira estão em zona de aflição, mas ambos vêm de resultados positivos e que motivam certamente para uma bela tarde desportiva.


Foto de Figueiredo

Post Top Ad