OPINIÃO - A Caminhada das Instituições de Solidariedade

Desde sempre, por quase todo o território, o que tem levado as pessoas a organizarem-se e a dinamizarem as comunidades, é a procura de um futuro melhor para todos.

As Instituições de Solidariedade Social têm feito muito pelas pessoas...Para estas Instituições, os bens são bem quando estão ao serviço do bem da pessoa toda e do maior número possível de pessoas…

Considerando a sua génese, as Instituições de Solidariedade Social consideram o próximo e todos de quem se aproximam não como um problema mas como possíveis sujeitos e protagonistas de um futuro mais humano para todos.

Por isso, estas Instituições Sociais sabem que independentemente da sua dimensão devem reger-se por valores positivos de solidariedade, proximidade, competência, rigor e atenção primordial aos que mais precisam…

Citando o Padre Lino Maia, por ocasião do VI Congresso Eleitoral da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade a propósito da sua eleição ” Fomos eleitos não para reinar mas para servir”, entende-se que deverá ser este o caminho da solidariedade, procurando encontrar respostas que minimizem as dificuldades das pessoas, numa atitude de entrega e serviço desprovidos de qualquer interesse e protagonismo…

Concretizando melhor, o trabalho social desenvolvido por cada Instituição deverá ser feito com e para as pessoas, numa base de respeito pela individualidade da pessoa humana.

Rosário Pimentel, assistente social 


  etiquetas , ,