DESPORTO - Nuno Nunes e Joaquim Alvarinhas foram "diabólicos" no Rali de Penacova

Nuno Nunes, navegado por Joaquim Alvarinhas, conduziu o Mitsubishi Lancer Evo XI ao primeiro lugar no Rali de Penacova, competição que dominou de fio a pavio, apenas não logrando o triunfo na primeira passagem pela Atalhada.


O experiente piloto de Tábua encarou a segunda prova pontuável para o Critério de Ralis do Centro com o pensamento na vitória, a qual viria a acontecer fruto de uma condução irrepreensível ao volante do carro da marca nipónica dos três diamantes pelas três passagens matinais da Barragem do Coiço. Já no período da tarde, Nuno Nunes foi superado na Atalhada por escassos 0,3 segundos, com a dupla Paulo Barata e Jorge Amorim a ser a mais rápida. No entanto, a vitória na segunda passagem sorriu ao piloto tabuense, confirmando o triunfo à geral, com o tempo total de 25m21,9s, menos 14,5 que o segundo classificado, na circunstância Paulo Barata, cabendo à formação Rui Mendes e João Sebastião completar o pódio aos comandos de um Toyota Corolla, a 2m46,7s do vencedor, registando o primeiro lugar nas duas rodas motrizes.

Implacável esteve, igualmente, Vítor Semedo e António Almeida que, ao volante de um Peugeot 306 GTi, registou a quarta posição, relegando para o quinto posto João Parracho e Pedro Costa (Ford Sierra 4x4). A dupla Miguel João e Vítor Calado terminou a participação no BMW Série 1 Proto na sexta posição, a 4m24,9s, cabendo a Miguel Franco, navegado por Filipe Oliveira, levar o Nissan Micra ao 7.º posto, a 5m04,4s de diferença.

Texto de Carlos Sousa e fotos de Nuno Graça

  etiquetas , ,