BUSSACO - Apresentado programa dos 205 anos da Batalha


O programa de comemorações dos 205 anos da Batalha do Bussaco foi ontem apresentado, durante a manhã, no Salão Nobre do Casino do Luso. Um evento organizado pelos municípios da Mealhada, de Mortágua e Penacova e pela Fundação Mata do Buçaco, no âmbito do projeto Caminhos da Batalha do Bussaco, que tem início no final de agosto e inclui passeios noturnos encenados, exposições, concertos, conferências, recriações históricas, cerimónias militares e outras iniciativas. O ponto alto das comemorações decorre no fim de semana de 26 e 27 de setembro, com o combate noturno e a recriação histórica da batalha. O evento será o primeiro passo de uma estratégia conjunta de valorização do produto Batalha do Bussaco, para a promoção do turismo histórico e cultural destes três municípios.

“Um dia, estávamos todos sentados à mesma mesa e foi colocado o desafio de realizarmos este evento. O desafio foi aceite, encarregámos os técnicos municipais e aqui estamos hoje a apresentá-lo”, começou por dizer o presidente da Câmara da Mealhada, Rui Marqueiro. “A Batalha do Buçaco é transversal a estes três municípios”, acrescentou o presidente da Câmara da Mealhada, defendendo que esse “é um produto único, que temos que explorar”. “Nós vamos ter aqui uma série de iniciativas, uma recriação histórica, e espero que seja um êxito”, concluiu.

“Este é um importante marco histórico para os três municípios. As Invasões Francesas, e particularmente a Batalha do Buçaco, influenciaram a nossa cultura, as nossas tradições, a nossa gastronomia. Este é um produto ambicioso, de enorme potencial turístico, e espero que os Caminhos da Batalha do Bussaco sejam um projeto de futuro”, afirmou, por sua vez, o vice-presidente da Câmara de Mortágua, Paulo Oliveira. “Este é um projeto diferenciador e temos que torná-lo um produto turístico de referência para o território”, sublinhou, de seguida, a vereadora do Turismo de Penacova, Fernanda Veiga.

O potencial turístico do produto histórico-cultural Batalha do Buçaco foi consensual entre os representantes das três Câmaras Municipais, que tencionam mesmo vir a apresentar candidaturas conjuntas a fundos nacionais e comunitários de valorização de iniciativas de natureza turística com o projeto Caminhos da Batalha do Bussaco. Um projeto que surgiu da junção dos três municípios e da Fundação Mata do Buçaco e que tem a seu cargo, pela primeira vez, a organização de um programa de comemorações da Batalha do Buçaco.

O programa arranca no dia 29 de agosto e inclui passeios noturnos encenados, exposições, concertos, conferências, recriações históricas, cerimónias militares e outras iniciativas. O ponto alto do evento vai acontecer no fim de semana de 26 e 27 de setembro. Aliás, nessa sexta-feira, dia 25 de setembro, às 21h, está marcado o passeio noturno encenado, que passa no território dos três concelhos. Arranca da Mealhada (mais precisamente na Cruz Alta), passa por Penacova e termina em Mortágua. Já no sábado, dia 26, será o desfile de tropas e o combate noturno, agendado para 20h, no Luso, o evento de destaque.

O programa termina no domingo, tendo como destaque a recriação histórica da Batalha do Buçaco, que deverá contar com a participação de centenas de recriadores. Uma reprodução a preceito, com uniformes e armamento da época, que procura dar a conhecer, da forma mais fiel possível, como foi a batalha de 27 de setembro, o que foram as Invasões Francesas. “Participei há cinco anos na recriação da Batalha do Bussaco, nas comemorações dos 200 anos, e foi um sucesso. Estavam milhares de pessoas a assistir”, sublinhou o presidente da Associação Napoleónica Portuguesa, José Faria e Silva. “Mais uma vez, temos todo o gosto em colaborar”, frisou também o Coronel Albuquerque, diretor do Museu Militar de Lisboa e do Bussaco.

“A recriação histórica é hoje uma imagem de marca de Almeida e tem uma relevância interessante a nível social: muitas pessoas querem participar na recriação ou apenas vivenciar aquele bocado da nossa História”, afirmou, por sua vez, Pedro Casimiro, do Grupo de Reconstituição Histórica do Município de Almeida, concordando com a importância dos três municípios se unirem na promoção deste produto turístico. “Existem outros municípios que estão a apostar nas recriações históricas e têm sido muito bem-sucedidos. As recriações são efetivamente fatores de desenvolvimento turístico e cultural dos municípios”, concluiu.



O programa comemorativo dos 205 anos da Batalha do Bussaco é organizado pelas câmaras municipais da Mealhada, Mortágua e Penacova, bem como pela Fundação Mata do Buçaco, e conta com o apoio do Exército Português, da Associação Napoleónica Portuguesa, da Fundação Luso, da Extramotion, da Associação de Aposentados da Bairrada e do Grupo de Recriação Histórica de Almeida.

Programa das comemorações:



29 de agosto – Bussaco ao Luar (especial Caminhos da Batalha do Bussaco), 21 horas, Mata Nacional do Bussaco

4 a 27 de setembro – Exposição “Portugal em vésperas das invasões francesas, conhecimento geográfico e configurações” e “Evolução de uniformes militares portugueses, na versão caricatural de Carlos Gonçalves, Casino do Luso

5 de setembro – Conferência “Memórias da Batalha do Bussaco, 15 horas, Centro Cultural de Penacova

5 a 30 de setembro – Exposição “Batalha do Bussaco – Penacova 1810, Centro Cultural de Penacova

6 a 27 de setembro – Exposição “Francisco António Ciera”, Centro de Animação Cultural de Mortágua

11 e 18 de setembro – Passeio Noturno Encenado “As Tropas Anglo-Lusas atravessam o Mondego), 21 horas, Penacova

12 de setembro – Concerto pela Banda Militar do Porto, 21.30 horas, Jardins do Palace Hotel do Bussaco

18 de setembro a 19 de outubro – Exposições “Recriação da Batalha do Bussaco em diorama à escala 1:72” e “Os Fardamentos do período da Guerra Peninsular”, fotografias das aguarelas do General Ribeiro Arthur, Cineteatro Municipal Messias, na Mealhada

25 de setembro – Passeio Noturno Encenado “As vésperas da Batalha”, 21 horas, Cruz Alta-Cerquerdo-Moura

26 de setembro – Desfile das Tropas e Combate Noturno, 20 horas, Vila do Luso, e Concerto pela Orquestra Ligeira do Exército, 22 horas, Alameda do Casino do Luso

27 de setembro – Cerimónias Militares e Protocolares do Exército Português, 9.30 horas, Obelisco – Porta de Sula; Recriação Histórica da Batalha do Bussaco, 12 horas; Sessão de cinema gratuita “Linhas De Wellington”, 16 horas, Cineteatro Municipal Messias, Mealhada


Press Release Município da Mealhada

  etiquetas , , ,