PENACOVA - Câmara candidata ligação pedonal do centro histórico à praia fluvial - PENACOVA ACTUAL
PUB

ÚLTIMAS

PUB

Post Top Ad

5 de julho de 2016

PENACOVA - Câmara candidata ligação pedonal do centro histórico à praia fluvial


A ligação pedonal do centro altaneiro de Penacova ao rio Mondego – que passa no vale – é o projeto mais ambicioso que o executivo camarário aprovou no âmbito da elaboração do Plano de Ação de Regeneração Urbana de Penacova (PARU).

O presidente da Câmara Municipal, Humberto Oliveira, disse […] que, na sequência das indicações da administração central, no sentido dos municípios definirem as Áreas de Reabilitação Urbana (ARU) das suas vilas, os respetivos planos foram estudados para Penacova, mas também para São Pedro de Alva e Lorvão. Com os documentos concluídos, o objetivo era candidatar as respetivas localidades a financiamento comunitário através do Portugal 2020. Todavia, as regras só permitem que a sede do concelho se candidate, o que vai acontecer, de acordo com os prazos exigidos, até ao último dia deste mês.

Financiamentos e apoios comunitários

Nestas áreas, os proprietários – de edifícios a necessitar de obras – têm direito a benefícios fiscais no caso de avançarem com as respetivas empreitadas, mas este instrumento de ordenamento do território também permite candidaturas a fundos comunitários, com comparticipação a fundo perdido.

Para a autarquia, refere Humberto Oliveira, trata-se de “um complemento às obras de modernização que foram feitas nesta zona, mas vai muito além”. O referido projeto de ligação pedonal será concretizado a partir do edifício do antigo sanatório, que entretanto também já foi hotel, mas agora está fechado. O caminho deverá chegar até à praia fluvial do Reconquinho que, para este efeito, foi integrada na ARU, juntamente com o centro histórico.

Estão a ser estabelecidas negociações com a Santa Casa da Misericórdia, que é proprietária da maioria da percentagem (72%), tendo a câmara 15% do restante capital. “Queremos construir duas infraestruturas que valorizem o rio, na sua vertente etnográfica, desportiva e empresarial, a cotas diferentes, explica o edil.

António Rosado – Diário As Beiras

Post Top Ad