REGIÃO - CIM candidata projeto de 1,3 milhões para florestas - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

12 de janeiro de 2017

REGIÃO - CIM candidata projeto de 1,3 milhões para florestas


A Comunidade Intermunicipal Região de Coimbra (CIM RC) apresentou uma candidatura de “Instalação de Redes de Defesa da Floresta Contra Incêndios em Terrenos Não Privados” ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, no âmbito do Portugal 2020.

A candidatura de cariz intermunicipal envolve os Municípios da Lousã, Mira, Miranda do Corvo, Pampilhosa da Serra e Penacova e propõe a abertura de 257 hectares de faixas de rede primária de faixas de gestão de combustível (RPFGC), a abertura de 31 hectares de faixas de rede secundária de faixas de gestão de combustível (RSFGC) e a beneficiação de 63 km de rede viária florestal (RVF), infraestruturas fundamentais para a defesa da floresta contra incêndios e salvaguarda do património florestal da região.

Mais exigência na capacidade de intervenção

O aumento da probabilidade de ocorrência de incêndios florestais potenciado pelas alterações climáticas implica uma maior exigência da capacidade de intervenção no combate a estes fenómenos, de forma a minimizar os avultados danos ambientais e patrimoniais daí resultantes.

O projeto assume uma importância estratégica para a promoção da adaptação às alterações climáticas e prevenção e gestão de riscos com o reforço da instalação das redes de defesa da floresta contra incêndios e a diminuição da carga de combustível e reforço do acesso a pontos de água, em terrenos não privados, da propriedade ou sob administração dos municípios envolvidos.

Preservar recurso endógeno

Esta candidatura vem reforçar “o papel agregador da CIM Região de Coimbra”, que assume a floresta como um recurso endógeno a preservar e a melhoria da rede de defesa da floresta contra incêndios como um instrumento no combate aos incêndios florestais, naquilo que se preconiza como um pilar para a estratégica intermunicipal da CIM. A candidatura foi submetida com um investimento total de 1.357.305,09 euros a que corresponde uma comparticipação do Fundo de Coesão de 1.153.709,33 euros.