AMBIENTE - Penacova vai aderir à hora do Planeta - PENACOVA ACTUAL
PUB

ÚLTIMAS

PUB

Post Top Ad

22 de março de 2017

AMBIENTE - Penacova vai aderir à hora do Planeta



A iniciativa internacional Hora do Planeta, que pede para que se apaguem as luzes durante 60 minutos no próximo dia 25 de março (sábado), em defesa do ambiente, já recebeu a adesão de 115 municípios portugueses, anunciou ontem o Fundo Mundial para a Natureza (WWF) Portugal. A organização, que promove a Hora do Planeta, espera ter 150 concelhos a colocar monumentos às escuras entre as 20h30 e as 21h30 de sábado, depois de em 2016 ter conseguido a adesão de 120 autarquias.

Além dos edifícios históricos, a WWF pretende que os cidadãos adiram a esta iniciativa em defesa do planeta desligando as luzes nas suas casas e participando nas actividades programadas para assinalar a data.

Em Lisboa, às 20h00 vai realizar-se no Parque Eduardo VII o evento oficial da Hora do Planeta, um concerto solidário à luz de velas, com artistas como Raquel Tavares, Matias Damásio, Tiago Bettencourt, André Sardet, Tito Paris, Samuel Úria, Enoque e Janeiro. Os bilhetes para o concerto custam 10 euros e o lucro reverte para a WWF e os seus projectos em Portugal.

Entre os monumentos que vão assinalar o apoio à iniciativa apagando as luzes estão a Ponte 25 de Abril (Lisboa), Ponte da Arrábida (Porto), estação ferroviária do Rossio (Lisboa), Castelo de S. Jorge, Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém, Castelo de Abrantes, Castelo de Bragança, Moínho das Castanholas no Cadaval, Castelo de Celorico, Arco da vila de Faro, Igreja Nossa Sra da Conceição (Ferreira do Alentejo), Muralhas do Castelo de Loulé, ou Pavilhão Macau de Loures. O Castelo de Miranda, o Farol da Nazaré, o Castelo de Ourém, a Igreja Matriz de Pedrógão Grande, o Castelo de Pombal, o Castelo do Sabugal, o Castelo de Santa Maria da Feira, o Palacete Barão da Trovisqueira ou a Ponte Tejo (Vila Velha Ródão) são outros exemplos de adesão à Hora do Planeta.

A Hora do Planeta é uma iniciativa simbólica que pretende chamar a atenção e responsabilizar as pessoas na luta contra as alterações climáticas e a favor de um ambiente sustentável.

Em 2016 foram mais de sete mil as cidades de 178 países ou territórios em todo o mundo, e milhões de pessoas a aderir a esta acção pelo ambiente.

Post Top Ad