METRO MONDEGO - Autarcas da CIM Região de Coimbra exigem solução

























O Conselho Intermunicipal da CIM Região de Coimbra aprovou por unanimidade um voto de desagrado pelo novo adiamento do anúncio da solução para o Sistema de Mobilidade do Mondego por parte do LNEC.

Os autarcas dos 19 Municípios que compõem a CIM Região de Coimbra, da qual o Município de Penacova faz parte,  criticam o atraso dos trabalhos encomendados ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) sobre o Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM), que deverá encontrar uma solução final para este processo, adequando a mesma às realidades orçamentais, ambientais, técnicas e financeiras.

Recorde-se que o gabinete do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, informou que o LNEC “solicitou o prolongamento do prazo para a conclusão do estudo, tendo em conta a complexidade do trabalho em curso”.

Este segundo estudo do LNEC sobre o SMM deveria estar concluído em finais de janeiro, mas uma fonte do Ministério do Planeamento e Infraestruturas informou, no dia 03 de fevereiro, que o laboratório tinha pedido “mais tempo para apresentar o relatório”, tendo o prazo sido alargado, primeiro para o final de fevereiro e agora para fins de março.

A imediata conclusão das obras e a reposição do transporte ferroviário são prioridades para a totalidade dos membros do Conselho Intermunicipal que consideram o Sistema de Mobilidade do Mondego (SMM) peça critica no sistema de mobilidade da região e fundamental para o desenho das novas competências da CIM em matéria de Transportes Públicos.

Os autarcas da CIM Região de Coimbra exigem decisões que permitam, com fundos comunitários, concluir as obras do Sistema de Mobilidade do Mondego e desta forma fazer um correto planeamento de rede de oferta de transporte público.

Mário Nicolau - CIM Região de Coimbra

  etiquetas , ,