SÃO PEDRO DE ALVA - Casa do Povo delineou programa para três anos

Com a eleição de novos corpos sociais e com a prestação de contas quer da casa-mãe (Casa do Povo), quer das secções que ela integra: Filarmónica, a Escola de Natação e o Rancho Folclórico, foram delineados os próximos três anos de governação desta antiga e proveitosa estrutura social de São Pedro de Alva (Penacova), a qual tem feito da freguesia um espelho de desenvolvimento cultural e recreativo, não esquecendo dois grandes nomes que à Casa deram grande impulso, como tenham sido o saudoso Prof. António Lemos e Alfredo Fonseca, felizmente ainda entre a comunidade. O pólo criado da Escola de Artes foi uma mais-valia para a instituição e para as comunidades que representa.


Em relação às contas de 2016, tanto a Casa do Povo como a Filarmónica apresentam resultados negativos, respectivamente de 5.168,12 e 1.965,24 euros, enquanto o Rancho Folclórico e a Escola de Natação apresentam resultados positivos do período, respectivamente de 207,34 e 3.391,59 euros.

Em relação ao relatório da FILARMÓNICA, onde se expandem as actividades durante 2016, uma delas terá sido «a mais exigente e mais ousada», que foi o I Estágio de Orquestra de Sopros e Percussão, a fim de atrair alunos à Escola de Música e «cativar a comunidade a aproximar-se mais da sua Filarmónica», pois esta tem e merece um futuro melhor, quanto mais não seja «para honrar a sua história e memória de todos os que se esforçaram pela sua existência, que se continuará a lutar por esta causa».

Relativamente ao RANCHO FOLCLÓRICO, além das actividades que realizou e se envolveu, há a nota de que a sua integração à Federação do Folclore Português, para o escalão superior, como Sócio Efectivo, cuja pretensão será oficialmente realizada em sessão solene em data posteriormente a acertar, para assinatura no Livro de Honra, onde será atribuído o diploma respectivo, «que tanto nos honra».

No que diz respeito à ESCOLA DE NATAÇÃO, que em termos financeiros movimentou 61.599,14 euros, refere o relatório que em 2016 contou com 24 bebés; 180 crianças em prática de natação de aprendizagem e aperfeiçoamento; 96 adultos em turmas de hidroginástica e natação, todos acompanhados por nove professores.

Em relação à equipa de Competição, são 25 atletas que a constituem, tendo em 2016 participado em 18 provas organizadas pela Associação de Natação de Coimbra e pela Associação de Natação do Centro e Norte, tendo-se deslocado às Piscinas Municipais de Bragança, Leiria, Coimbra, Condeixa, Mealhada, Arganil, Miranda do Corvo, Lousã e Cantanhede. De realçar os resultados de dois atletas da escola: a Bruna Carvalho, que participou nas provas do Torneio Zonal do Norte, em Bragança, ficando em 3.º lugar e também na prova CID Infantis, em Leiria, ficou em 1.º lugar, onde na mesma prova o atleta Alexandre Brás conquistou o 3.º lugar. De realçar ainda a realização, por esta Escola de Natação, do III Festival de Sopas & Doces, durante a qual foram servidas 1.722 sopas e 1.194 doces. 

Em termos solidários, a Escola de Natação desenvolve também diversas acções, de molde a minorar situações, sobretudo no IPO de Coimbra, para onde disponibiliza a sua funcionária às quartas-feiras, no período da manhã, para executar várias tarefas de apoio.

José Travassos de Vasconcelos – A Comarca de Arganil

  etiquetas ,