BASQUETEBOL - CAD/Chelo vence título nacional da 2.ª Divisão - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

15 de maio de 2017

BASQUETEBOL - CAD/Chelo vence título nacional da 2.ª Divisão


27 jogos e outras tantas vitórias. O CAD/UPC Chelo brilhou em grande plano no Nacional da 2.ª Divisão feminina ao somar triunfos em todos os jogos que disputou.

Almada recebeu a fase final e a turma cadista sabia que era a etapa que faltava para subir ao Nacional da 1.ª Divisão. As vitórias folgadas sobre Tubarões (Quarteira) e BAC (Almada) garantiram desde logo a subida, mas a festa não ficou por aí. É que o conjunto de Nuno Rebelo queria também assegurar que o “caneco” vinha para Coimbra e assim foi.

Ontem de manhã, já depois do anfitrião BAC garantir o 3.º lugar da fase final, CAD/ /Chelo e Oliveirense voltaram a medir forças para saber quem conquistava o ceptro e, aí, a turma conimbricense voltou a não dar hipótese. Com 23-11 e 23-15 na primeira parte, a turma “laranja” chegou ao intervalo (43-26) com uma mão no ceptro.

A vitória foi confirmada no segundo tempo, no qual até perdeu um parcial (15-18) e ganhou outro (23-17).

Leidilânia Ferreira (19 pontos e 15 ressaltos), Cátia Soares (18 pontos e 3 assistências), Oyanaisy Gonzales (17 pontos, 7 ressaltos, 5 assistências e 2 roubos de bola) e Andreia Rebelo (11 pontos) foram as jogadoras em maior destaque.

«O objectivo era a subida, mas havia algo maior que era a conquista do troféu de campeão nacional e neste grupo não havia ninguém que não o quisesse», disse Nuno Rebelo.

O treinador campeão garante que a equipa sabia «o que tinha de fazer», ou seja, repetir a fórmula de «ganhar uma vantagem grande nos primeiros períodos e depois gerir».

Em declarações, Nuno Rebelo garantiu estar «orgulhoso» e lembrou que a receita do sucesso teve como base uma «excelente escolha das atletas», lembrando que algumas «vinham de Oliveira de Azeméis e de Lei ria para treinar três vezes por semana». O futuro? «Agora é desfrutar muito desta conquista e depois falarei com a Direcção», concluiu.

Ricardo Ferreira Santos - Diário de Coimbra