ANIVERSÁRIO - Benfiquistas de Penacova uniram-se à sua Casa

O convívio que a Casa do Benfica de Penacova promoveu, para celebrar os 15 anos da sua existência, serviu também para os seus sócios e adeptos darem largas à sua alegria pela conquista do tetra campeonato do seu Glorioso.



Foram cerca de 170 convivas que se juntaram no complexo do parque de es­tacionamento, durante um almoço de confraternização, que teve a participação musical do Duo «Original», de Vila Nova.

E foi com alma de benfiquista que o vereador do Desporto do Município, Ri­cardo Simões, exaltou essa mesma alma e, ao mesmo tempo, agradeceu a dinamização que a Casa tem dado, pelo seu excelente trabalho e que na celebração dos seus 16 anos estejam também a dar vivas à conquista de novo título.

Campeões em Bilhar

Foi o presidente Vasco Morais a recordar os fundadores da colectividade encarnada penacovense, como Arsénio Fonseca e Armando Henriques, pois é com eles e com todos que a Casa deve «continuar para a frente, juntos», não deixando de agradecer à autarquia o apoio que tem dado dentro das suas possibilidades, relevando que a Casa está representada ao mais alto nível em termos da modalidade de Bilhar, pois além de ter dois atletas – Cláudio Batista e Marco Canelas – no Pool Português, acabou por ter outro elemento neste escalão – Francisco Pinhal. Depois de ter participado na Fase Final da Taça de Portugal em Pool Português, subiu à Primeira Divisão do Campeonato Nacional, a Título Individual, que mesmo estando ausente nesta festa, «A Casa do Benfica em Penacova tem honra de homenagear Francisco Pinhal». Informou Vasco Morais que a Casa do Benfica tem duas equipas no Pool Português, constituídas por oito elementos, juntando-se-lhes os três elementos individuais atrás mencionados. Com tudo isto, o presidente deixou o repto para que num universo de 700 sócios, embora nem todos tenham as suas quotas em dia, que os benfiquistas se aproximem mais da Casa, a fim de «sermos mais fortes».

Se o deputado, o autarca, se assumiu como vivo benfiquista, Pedro Coimbra aproveitou o ensejo para dizer se a colectividade não tem grandes lucros, «é preciso o apoio de todos», já que a Câmara ajudará no que pode, não excluindo as outras associações. Teve também palavras amistosas para os fundadores Arsénio e Armando.

José Travassos de Vasconcelos - A Comarca de Arganil

  etiquetas ,