ACESSIBILIDADES - Alternativa ao traçado do IP3 apresentada hoje em Poiares



Nove autarquias da região assinam hoje, em Vila Nova de Poiares, um documento de defesa da “Alternativa Sul” ao futuro traçado da autoestrada Coimbra-Viseu.

Além de Poiares, a alternativa tem o apoio dos municípios de Arganil, Góis, Lousã, Miranda do Corvo, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penela e Tábua.

O anterior primeiro ministro, Pedro Passos Coelho, apresentou na sua legislatura o traçado da Via dos Duques, a autoestrada alternativa ao IP3, na altura, um conjunto de autarquias e entidades reuniu-se para o contestar porque entendíamos que havia uma alternativa mais favorável”, explicou ontem João Miguel Henriques, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Poiares (CMVNP).

A opção a sul atravessaria o concelho de Poiares, permitindo mais “coesão territorial”, além de ter um traçado mais curto e de possibilitar um nó de ligação à A13, que canalizaria trânsito para esta via hoje muito pouco rentabilizada devido à falta de movimento, e outro ao IC6.

A alternativa a norte beneficia uma região que já tem outras estruturas”, argumenta o autarca, defendendo que o território das autarquias que assinam o documento “está completamente esquecido” e “carece de investimento”.

Este documento surge na sequência da auscultação aos municípios por parte da Infraestruturas de Portugal. “O atual Governo encomendou um estudo que compara as duas opções de traçado - uma a norte e outra a sul do rio Mondego - e nesse processo as autarquias cujos territórios são atravessados estão a ser ouvidas”.

Neste caso, o documento é assinado também por municípios que são indiretamente afetados pelo traçado.

João Miguel Henriques revelou que a tomada de posição conta com o apoio de diversas entidades, entre as quais destaca a ANTRAM - Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias.

Cátia Vicente – Diário As Beiras

  etiquetas , , ,