ACIDENTE - Madeireiro de Penacova morre em despiste em Vila Nova de Poiares - PENACOVA ACTUAL

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

13 de outubro de 2017

ACIDENTE - Madeireiro de Penacova morre em despiste em Vila Nova de Poiares



Um homem, com cerca de 40 anos, morreu ontem no concelho de Vila Nova de Poiares quando a viatura que conduzia, uma “pick-up”, se despistou, na estrada que liga Vale de Gião e Pereiro, onde residia, próximo do estaleiro da Câmara Municipal.

Segundo Luís Sousa, comandante dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares, «o alerta do acidente ocorreu, às 17h11», mas à chegada dos meios de socorro, Márcio Jorge Leitão Fonseca já se encontrava em paragem cardiorrespiratória que, «apesar das tentativas, não foi possível evitar o óbito».

A vítima seguia sozinha na viatura sinistrada e despistou- -se em circunstâncias desconhecidas, tendo a “pick-up” capotado e apenas parado na via de circulação. Márcio Fonseca, que trabalhava há vários anos como madeireiro, primeiro com o pai e, mais recentemente, com o irmão, era uma pessoa estimada na comunidade onde residia, como em Vila Nova de Poiares e Rebordosa.

Para os amigos, «era um trabalhador exímio, que nunca deixava nada para o dia seguinte». «Desempenhava o seu papel com muita paixão e profissionalismo, deixando os amigos e familiares bastante consternados», disseram ao jornal, acrescentando que o amigo Mário Fonseca «desempenhava com total entrega o seu trabalho».

A vítima mortal era casado e deixa uma filha menor, de 9 anos. Os familiares, que se deslocaram ao local do acidente, sofreram um enorme choque com o desfecho do acidente, tendo sido socorridos por um psicólogo que integrava a equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER).

No local estiveram sete operacionais dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Poiares apoiados por três viaturas, bem como cinco elementos, entre profissionais de saúde e elementos da GNR, que tomaram conta da ocorrência.

Recorde-se que Márcio Jorge Leitão Fonseca, que era natural da Rebordosa, Penacova, era o condutor que, na terça-feira da semana passada, conduzia um camião carregado de rolos de madeira que tombou na parte inferior do tabuleiro da Ponte Rainha Santa Isabel, no sentido de Vale das Flores para Santa Clara, em Coimbra.

Na altura, o pesado de mercadorias tombou na sequência da colisão com uma viatura ligeira e, a carga, ficou espalhada na via, esmagando um automóvel envolvido no acidente. Apesar de todo o aparato e do estado da viatura ligeira, o condutor saiu ileso, enquanto Márcio Fonseca, condutor do veículo pesado, ficou ligeiramente ferido. Ontem, porém, Márcio Fonseca não teve a mesma sorte, acabando por falecer no local do acidente.

Carlos Sousa – Diário de Coimbra