INCÊNDIOS - A União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio de Mondego está de luto mas com força para se reerguer - PENACOVA ACTUAL
PUB

ÚLTIMAS

Post Top Ad

22 de outubro de 2017

INCÊNDIOS - A União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio de Mondego está de luto mas com força para se reerguer



Dia 15 de outubro de 2017 ficará para sempre na nossa memória. Uma data que pintou de negro o nosso presente e marcou para sempre, o nosso futuro coletivo.

Durante muitos anos os nossos povos reviverão, o que ficará para a história, como uma das maiores tragédias ocorridas na nossa região e no país.

Lamentamos todas as perdas humanas, materiais, morais e afetivas e tudo faremos para ajudar a reconstruir as nossas e as vossas emoções, a nossa terra, o nosso cantinho.

A nossa Freguesia está muito mais pobre, mas também muito mais unida na procura de soluções que ajudem a ultrapassar os imensos problemas com que nos estamos a deparar. 

Estamos a viver momentos únicos, difíceis, contudo, sentimos renascer uma alma nova, uma garra e uma coragem enormes, para enfrentar estes desafios que temos que enfrentar sem estarmos minimamente preparados.

Infelizmente não estamos sós neste momento tão triste e desolador para todos! Os incêndios martirizaram toda a região centro e o País. Culpas? Certamente muitas, de muita gente, por muitas causas, no entanto, não faz sentido agora procurá-las, estamos concentrados em renascer das cinzas.

Lamentamos profundamente tudo o que aconteceu. Oito casas de primeira habitação completamente destruídas. Onze casas parcialmente destruídas. Imensas casas devolutas completamente desfeitas. Dezenas de barracões de apoio ao trabalho agrícola de subsistência que simplesmente desapareceram. Centenas de alfaias agrícolas, tratores, ferramentas, completamente carbonizados. Centenas de animais, ovinos, bovinos e caprinos mortos dentro dos currais. Empresas que sofreram embates tão fortes nas suas estruturas que tão depressa não se irão erguer e imensos postos de trabalho em dúvida. 

Assim, completamente abalados pelos acontecimentos, fomos para o terreno, limpamos as vias de comunicação, atendemos às maiores dificuldades de alojamento e segurança das pessoas. Visualizamos de perto a imensidão dos estragos, localizamos os imensos animais mortos, referenciamo-los e procedemos à sua recolha e enterro. Estava em causa a saúde pública. Fizemos o que tínhamos que fazer!

Agora e por iniciativa de um grupo de jovens da Freguesia, está em curso a maior onda de solidariedade alguma vez vista na nossa terra. Criamos na Casa do Povo de São Pedro de Alva um ponto de recolha onde estamos a recolher alimentos, bens essenciais, artigos de higiene e limpeza, roupas, lençóis, cobertores, colchões, camas, móveis, eletrodomésticos, materiais de construção e tudo o que possa fazer falta aos nossos concidadãos. Estamos também a recolher e a distribuir rações e palha para os animais que sobreviveram. Não vamos ficar indiferentes a toda e qualquer necessidade. Assim Deus nos ajude também.

Esperamos suprir as imensas necessidades de tanta gente que ficou sem nada, não desperdiçaremos nada, seremos capazes de encaminhar para outros locais caso tenhamos em excesso. Estamos unidos com as outras freguesias e com o município, na procura do melhor para todos. Estão imensos voluntários no terreno, assistentes sociais, psicólogas e tantos outros. Estamos juntos, por isso somos mais fortes e vamos conseguir.

Esta violência que pintou de negro o nosso território, apesar de nos tirar quase tudo, deu-nos uma imensa garra, uma força interior e uma vontade enorme de o pintar de verde novamente, alimentando a esperança que tem que renascer em cada um de nós. Nós só queremos vencer!

O nosso primeiro pensamento e compromisso é com quem precisa, quem não tiver necessidades prementes poderá aguardar enquanto ajudamos quem está mesmo necessitado. A seu tempo conseguiremos chegar a todos. Mas, deixem-nos ajudar os que mais precisam agora, já!

Uma palavra de sincero agradecimento, a todas as Instituições que estão envolvidas nesta enorme onda de solidariedade, a todos os particulares que sem olhar a esforços se desdobram para chegar mais perto, para chegar mais rápido junto de quem precisa. Um agradecimento a todos os municípios vizinhos que tão bem acolheram e trataram os nossos conterrâneos que fugiram da tragédia sem rumo nem destino, simplesmente à procura de um porto seguro para as suas crianças e os mais idosos. Não esqueceremos essa atitude e depois de cuidadas e tratadas as nossas feridas, cá estaremos para partilhar e ajudar no que for possível.

Aqueles que simplesmente só quiserem e puderem contribuir com meios financeiros, agradecemos que o façam depositando o seu donativo na conta que foi criada para o efeito “Unidos por Penacova”, com o IBAN: PT50 0035 0594 0002 8227 9306 6.

Ao contrário de muitos outros casos, nós prestaremos contas, seremos transparentes e trataremos todos por igual, ajudando os mais necessitados e mais desprotegidos, sem nunca esquecermos o lema que alguém lançou de que “JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

União das Freguesias de São Pedro de Alva e São Paio de Mondego


Sem comentários:

Enviar um comentário

Leia as regras:
1 - Todos os comentários são lidos e tendencialmente moderados.
2 - Os comentários anónimos e ofensivos, ou aqueles cujo perfil não seja possível identificar, não serão publicados.
4 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.