Parque eólico na Serra da Atalhada, avança com a perspetiva de criação de postos de trabalho no concelho Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova
PUB

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Parque eólico na Serra da Atalhada, avança com a perspetiva de criação de postos de trabalho no concelho

Já se pode ver na Serra da Atalhada, concelho de Penacova, a torre de medição de ventos. Esta foi instalada pela EDP Renováveis, ao abrigo do protocolo celebrado entre esta empresa e o Município de Penacova, em terrenos municipais, com vista à futura instalação de um Parque Eólico.
Este processo de produção eólica de energia elétrica está a ser despoletado também no perímetro florestal da Serra do Bussaco, no concelho de Penacova, onde está montada uma outra torre de medição de ventos que abrange os Baldios do Casal, Casalito, Chã e Ribela, bem como os Baldios da freguesia de Carvalho e os Baldios da freguesia de Sazes do Lorvão. Será implementado um ou mais Parques Eólicos constituídos por aerogeradores, subestação, vias de circulação, esteiras de cabos, entre outras estruturas inerentes ao funcionamento dos equipamentos.

Estes terrenos, na sua generalidade, não possuem aptidões agrícolas, sendo a produção eólica um fator de desenvolvimento económico para esta região. "Uma das condições prevista neste contrato  é a ausência de impactes ambientais negativos significativos", conforme assegurou o presidente do município de Penacova, Humberto Oliveira, que tem acompanhado este processo e se tem empenhado na introdução de energias limpas no concelho.

Como refere Humberto Oliveira, presidente da Câmara Municipal de Penacova, “o município está a aproveitar as potencialidades dos seus recursos naturais e transformá-los em valor que reverta para o concelho e para a população”.  A construção deste parque eólico para a produção de energia elétrica, para além de trazer postos de trabalho ao concelho, será também uma fonte de receita. As instalações e o equipamento destinados à medição e à produção de energia agora instalados, serão investimento da EDP Renováveis, sem que o município tenha de fazer qualquer investimento a esse nível. Apesar de alocar os terrenos ao parque eólico, Humberto Oliveira assegura a continuidade dos direitos de pastoreio e corte de matos e de outras culturas.

Humberto Oliveira já havia salientado a sua “satisfação por estar a cumprir uma promessa eleitoral feita aos cidadãos, respeitante à implementação de um parque gerador de energias limpas". A energia eólica pode ser considerada uma das mais promissoras fontes naturais de energia, principalmente porque não se esgota, é limpa e amplamente distribuída.

“Quando iniciei o meu mandato, quis também distinguir Penacova como o sítio onde a natureza vive. Daí ser essa, cada vez mais, a forma de estar do município, quer ao nível económico, quer cultural, quer ambiental. Este é mais um exemplo de que, para além das vantagens financeiras que colhemos, conseguimos também contribuir para a substituição de fontes de combustíveis fósseis, o que auxilia na redução do efeito estufa, protege o planeta e gera trabalho e receita”, afirma ainda Humberto Oliveira.

NI/MP

1 comentário:

  1. Pensava que em Penacova eramos mais inteligentes do que os outros e que protegiamos a beleza da natureza!!! Estava enganado.
    Porque carga de agua é que alguns teem que fazer obras encarecidas para proteger a natureza, e outros a desfiguram alegremente sem punição??? Eolicas, uma grande ideia para um Concelho que aposta no turismo. Valha-nos a Nossa Senhora.
    Antonio Coimbra

    ResponderEliminar


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.