TURISMO - O dinheiro da Europa está ao alcance de quem apresente bons projectos Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

TURISMO - O dinheiro da Europa está ao alcance de quem apresente bons projectos


A um país que está na moda e foi recentemente considerado como o melhor destino turístico do mundo em 2017 não basta agora ficar a ver acontecer e esperar a chegada de turistas. Há desafios que se colocam ao turismo em Portugal e um deles é a formação e qualificação dos profissionais do sector.

«O mais difícil não é construir um hotel, é ter pessoas qualificadas à frente do negócio, é ter pessoas que saibam responder às perguntas do turista», afirmou ontem Ana Abrunhosa, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), fazendo ver a uma vasta plateia de empresários do turismo que «ainda não ganhámos a luta de ter gestores qualificados» e «a grande batalha» que se tem de travar centra-se nos «factores imateriais da competitividade».

Entre as várias intervenções ontem no workshop sobre “Financiamento para o Turismo - as melhores soluções”, promovido em Coimbra pelo Millennium BCP, ficou claro que é preciso apostar na «melhoria das competências de gestão das empresas», como afirmou o presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, defendendo ainda financiamento «adequado a cada projecto» bem como maior promoção do turismo on-line e «criar condições para reduzir os custos de contexto». Frisando que é uma «verdade indiscutível» que «o turismo tem sido determinante na retoma da economia nacional», Luís Araújo sublinhou que a trajectória de crescimento só nos dá «mais responsabilidade».

Num encontro dedicado à temática do financiamento, Ana Abrunhosa quis, na sua mensagem aos participantes, mostrar que o dinheiro da Europa está ao alcance, assim se apresentem bons projectos. A quem diz “fundos comunitários não é para mim”, a presidente da CCDRC responde «é». E com números provou-o: candidataram-se ao Portugal 2020 cerca de 30 mil empresas e destas 12.119 já foram apoiadas. Só na região Centro houve 8.687 projectos candidatados, dos quais cerca de quatro mil já foram aprovados, com intenções de investimento de quase três mil milhões de euros, sendo que a taxa de execução é de 39%. «Isto nunca aconteceu», frisou Ana Abrunhosa.

Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal, atribuiu boa parte do mérito dos bons resultados do turismo na região Centro aos empresários, «o músculo» da actividade turística.

A região Centro, destacou, é a que «mais cresce» a nível turístico e só este ano já cresceu acima da média nacional. Falou das «singularidades» de uma região que abarca 100 municípios e da estratégia para o turismo que passa pela apos ta no «carácter distintivo» da região.

«Durante 50 anos vendemos Portugal como destino de sol e praia», mas «hoje, 47% dos turistas procuram património», destacou, frisando que é esta «alteração profunda» no perfil do turista que fez com que a região Centro «esteja em linha de crescimento». Mas, admitiu, ainda há «problemas a resolver» como a sazonalidade, a estadia média e a litoralização.

Margarida Alvarinhas – Diário de Coimbra


Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.