PREVENÇÃO - Já pode pedir as pulseiras “Estou Aqui” da PSP Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

PREVENÇÃO - Já pode pedir as pulseiras “Estou Aqui” da PSP



Já pode pedir as novas pulseiras de identificação dos seus filhos do programa “Estou aqui” da Polícia de Segurança Pública (PSP).
O programa, que consiste na distribuição de pulseiras gratuitas para crianças dos dois aos 10 anos, é especialmente útil em situações com multidões ou férias e estará ativo até dia 31 de maio do próximo ano.
A PSP garante que a pulseira “foi desenvolvida com elevados padrões de qualidade” e que os “testes realizados permitem assegurar que o tecido está preparado para aguentar até 12 meses sem perder qualidade”.
As famosas pulseiras azuis têm um código alfanumérico, que permite, através de uma ligação para o 112 “de forma célere chegar ao contacto com os pais, educadores ou tutores de uma criança que se encontre perdida, promovendo o reencontro”, explica a PSP, garantindo que “os dados são única e exclusivamente geridos pela PSP”.
Podem ser pedidas em https://estouaqui.mai.gov.pt/, onde apenas necessita preencher os dados de registo, nomeadamente o contacto de emergência e o contacto de emergência adicional – não sendo este último obrigatório. Posteriormente a pulseira ficará disponível na esquadra da PSP escolhida, onde deverá proceder ao levantamento. Depois do registo deverá atar a pulseira ao pulso do seu filho ou filha, tendo atenção que as mesmas são pessoais, intransmissíveis e gratuitas.
Quem já pediu estas pulseiras em anos anteriores, tem de voltar a preencher o formulário, recorda o site do programa.
O programa é extensível a crianças que estão de visita a Portugal. Nestes casos, é solicitada a morada de alojamento onde a família vai ficar.
Na edição anterior, que terminou no final de maio, o programa permitiu abranger mais de 83.400 crianças. “No Estou Aqui Crianças tivemos duas [ativações] no verão passado, sendo que uma foi de imediato anulada pois os pais apareceram quando estava a ser comunicada”, explicou a PSP à agência Lusa.



Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.