ASSEMBLEIA MUNICIPAL - Água em Friúmes, Serra da Atalhada, Hotel de Penacova, Cuidados Continuados em Lorvão… Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ASSEMBLEIA MUNICIPAL - Água em Friúmes, Serra da Atalhada, Hotel de Penacova, Cuidados Continuados em Lorvão…


Assuntos que, entre outros, foram motivo de discussão e apreciação durante a realização da Assembleia Municipal de Penacova, no dia 23 de Junho, não falando de outros temas que de alguma forma são de interesse para o concelho. Se uns foram abordados de forma mais viva e quente, sobretudo por parte da bancada do PSD, acabaram por ter a devida explicação por parte do executivo.

Se o abastecimento de água ao território de Friúmes continua a merecer, desde há tempo, reclamações do presidente António Fernandes, da União de Freguesias, que considera que a qualidade do precioso líquido na sua jurisdição «é péssimo, impróprio para consumo, por vezes de cor laranja, problema que parece não ter soluções», o presidente da Câmara respondeu que o caso continua a merecer a atenção da Câmara, cuja responsabilidade não é só do Município e é «um assunto que não se resolve do "pé prá mão"».

Sobre o IP3, a casa do Dr. António José de Almeida, em Vale da Vinha, e o Canil: se ao primeiro assunto «temos que aguardar até quando for iniciado o projecto», referente ao segundo caso, o Presidente da Câmara disse que «hoje ainda podemos perguntar por ela, o que não acontecia anteriormente», e referente ao Canil, «o processo decorre, embora um pouco atrasado». 



Hotel de Penacova: Qual a solução?


Se a Serra da Atalhada, sobretudo os moinhos e restaurante foram motivos de reparo, mas cujo projecto está em andamento, o Hotel de Penacova, devido ao incêndio que nele ocorreu, mereceu viva indignação do acontecido, com críticas pelo meio do PSD como se deixou chegar a este ponto, foi respondido pelo Presidente que é um processo que não tem sido fácil, e anunciando que no dia 6 de Julho vai haver uma reunião do Conselho de Administração, ali, sim, para os críticos e para «os paladinos das soluções rápidas», será um momento para serem informados do que se passa, e que em relação ao que se diz, «pode virar-se o feitiço contra o feiticeiro».

Ainda sobre o Hotel de Penacova, o presidente da Junta de Freguesia de Penacova, Vasco Viseu, depois de voltar aos seus tempos de menino, recordando o que foi o Preventório, não deixou de salientar que «os verdadeiros culpados são os adultos, com «I», aqueles a quem não são pedidas responsabilidades pelas falhas na gestão, pela falta de qualificação para os cargos que ocupam, por não gerirem o património daqueles que representam, pela inércia das suas políticas, pela falta de coragem para tomar decisões, pela falta de ousadia dos seus projectos, por se acomodarem, por esperarem que as coisas aconteçam com o tempo». Pedindo ao novo administrador do Hotel, que é precisamente o Dr. Humberto Oliveira, Vasco Viseu deixa-lhe o repto: «Não queira ficar ainda mais ligado a isto pela negativa, faça disto um caso pessoal, reúna à sua volta quem o possa ajudar, mas faça alguma coisa, porque o tempo, esse não para e quando se escrever a história, esta história, o seu nome vai lá constar e eu acredito que vai ser pelos melhores motivos». 

Unidade de Cuidados Continuados Integrados


Da parte da CDU, o deputado Jorge Manuel Menezes Pires apresentou uma moção no sentido de «apoiar e subscrever a Petição para que seja criada uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados e de Reabilitação nas instalações do antigo Hospital Psiquiátrico de Lorvão e a sua integração na Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados», entendendo que «uma Unidade de Saúde com estas características potenciará maior desenvolvimento económico da região, com o movimento de doentes e visitas e com a criação de postos de trabalho».

O Presidente da Mesa, Eng. Pedro Coimbra, anunciando que o novo coordenador do Centro de Saúde de Penacova, é o Dr. Francisco Araújo, associou-se à moção apresentada, lembrando que o PSD fez vénia ao projecto, mas, ao mesmo tempo, estrangulou esses serviços de cuidados continuados, recordando que foi graças a ele que Fernando Tavares Pereira adquiriu a unidade de Figueira de Lorvão, e falou de que se perderam oportunidades que «em tempos podiam ser fortalecidas». 

Reconhecimento ao Mérito Desportivo


Da parte do presidente da Junta de Freguesia de Lorvão, Rui Batista, foi apresentada uma Moção de Reconhecimento de Mérito Desportivo, tendo em conta os títulos que desportistas do concelho, ao serviço de duas associações, obtiveram: António Manuel Oliveira Marques, pela revalidação do título de Campeão Nacional Boccia – Campeonato Nacional de Boccia 2017/2018; como campeã distrital a Equipa de Futsal Sub20, da União Popular e Cultural de Chelo; e a União Desportiva Lorvanense, pelas magníficas prestações nas diversas modalidades de BTT, Downhill, Enduro, Cross Country Olímpico, Cross Country Maratona e Escolas, donde se destacam os títulos internacionais da atleta Ana Raquel Martins, Campeã Europeia e Nacional de Downhill, na categoria de Master 30 Feminina.



 Presidente do Clube Desportivo veio expor situações


No Período de Intervenção do Público, foi o presidente da Direcção do Clube Desportivo Penacova, Jorge Manuel Abrantes Gomes, a lamentar-se de diversas situações que o seu Clube tem atravessado, sejam elas em termos de apoios, transportes ou locais para treinar, já que as suas fileiras são preenchidas pelas classes de Atletismo, Futsal, Trail Veteranos e Jujitsu (formação), realização de torneios, como a prova de atletismo «Milha de Penacova» e «Milha Jovem Penacova». O clube tem actualmente 150 associados, com uma quota anual de 6 euros e com os seus 5 anos que tem de vida, como disse Jorge Gomes, os projectos que tinha em vista, estão sendo tolhidos por estas situações.

Foram dados os necessários esclarecimentos sobre os assuntos explanados, quer pelo Presidente da Câmara, quer pelo vereador do Desporto, Ricardo Simões. Sobre apoios, foi informado que estavam atrasados, mas que o Clube iria receber, dentro em breve, o que lhe é devido. 

Absorvidos 62 precários


O ponto 3.2 da Ordem de Trabalhos dizia respeito à alteração ao Mapa de Pessoal relativo a 2018, sendo aprovado por unanimidade, pois foram absorvidos pela autarquia 62 precários, cuja medida é positiva, deixando alguns trabalhadores de andarem a trabalhar com a noção de que, dia menos dia, seriam desligados dos serviços que desenvolviam.

Apoio às Freguesias e adesão à Agência DestiNature


Como vem sendo habitual, a Assembleia aprovou o apoio dado às Freguesias, dos quais consta:

São Pedro de Alva / São Paio de Mondego – Em apoio a despesas de funcionamento do Posto dos CTT, 4.800 euros; Aquisição de tractor (50%), 15.613,32 euros.

Lorvão – 4.800 euros paraapoio a despesas de funcionamento do Posto dos CTT; Reparação da estrada do Caneiro, 16.370,64 euros; e para limpeza da Ribeira de Lorvão, o valor de 500,50 euros.

Figueira de Lorvão – Despesas de funcionamento com o Posto dos CTT, 4.800 euros; para aquisição de gerador e martelo demolidor, 557,68 euros (50%); ampliação do edifício da Junta de Freguesa (fase final), 13.222,76 euros (50%).

Carvalho – Apoio ao «Carvalho Fest», 26.423,04 euros; e obras de recuperação de chafarizes, 5.097,67 euros. Refira-se ainda que foi dada a delegação de competências às freguesias de São Pedro de Alva/São Paio de Mondego, Figueira de Lorvão e Lorvão, para a gestão do Espaço Cidadão.

Acresce referir ainda que a Assembleia aprovou que o Município integrasse a Agência ESTINATURE – Agência de Desenvolvimento do Turismo e Natureza, com a quota anual de 900,00 euros.

José Travassos de Vasconcelos - A Comarca de Arganil




Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.