DIABETES - A equipa que vai representar Portugal em Itália foi apresentada em Penacova Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DIABETES - A equipa que vai representar Portugal em Itália foi apresentada em Penacova


Uma base de dados com os atletas federados portugueses que são diabéticos foi criada pela Federação Portuguesa das Associações de Pessoas com Diabetes (FPAD).

Emiliana Querido, presidente da federação, explica que as federações portuguesas de atletismo e de ciclismo foram contactadas para reunir atletas para participar no encontro desportivo internacional “Diabetic Runners and Cyclists for more Sport for All in Europe”, mas que não obtiveram resposta em tempo útil e decidiram recorrer às associações de diabéticos. A falta de informação disponível sobre quais os atletas federados que têm diabetes dificultou a divulgação do evento e motivou a criação desta base de dados.




Para se inscreverem na base de dados, os atletas podem dirigir-se às associações de diabéticos. Emiliana afirma que este trabalho está a dar frutos e que muitos atletas começam a conhecer esta iniciativa e a inscrever-se.

A equipa que vai representar Portugal a Itália foi apresentada no sábado em Penacova, na celebração do 28.º aniversário da Associação de Diabéticos da Zona Centro.


Na apresentação foram conhecidos os nomes dos 20 atletas portugueses, federados ou amadores, que vão acompanhar mais 16 países e 3000 atletas com diabetes neste encontro, que têm como porta-voz da equipa o atleta, do Belenenses, Fernando Santos que na época 2017-2018 conquistou 14 medalhas regionais e nacionais.

Ana Góis é uma dos 20 atletas que vão representar Portugal em Spolto (Itália) nesta iniciativa. Pratica desporto desde criança, mas a intensidade da prática física aumentou quando foi diagnosticada, afirma, pois assim obtém um controlo maior da doença.

Diabetes não impede desporto

Trail é a modalidade que agora pratica. Sente-se orgulhosa com a participação neste evento e espera conseguir incentivar outros diabéticos que tenham receio de praticar desporto a fazê-lo.

Isabel Carvalho faz caminhada e considera que participar neste evento é dizer aos outros que é possível praticar desporto mesmo tendo diabetes. Considera que este assunto ainda é um tabu. A qualquer diabético aconselharia a falar com profissionais desportivos ou médicos para conhecer o controlo que é necessário ter para praticar desporto.

Emiliana Querido destaca que o controlo da glicémia é o cuidado essencial a ter e que alguns diabéticos têm receio da prática desportiva porque não sabem muito sobre isso, mas sublinha que está cientificamente comprovado que o desporto é um complemento à terapêutica na diabetes.

A comitiva portuguesa que vai participar nesta iniciativa promovida pela União Europeia inclui duas endocrinologistas, pois o evento tem seminários e conferências.

28 anos pelos direitos dos diabéticos

Para Maria do Carmo, presidente da Associação de Diabéticos da Zona Centro, os 28 anos que esta organização agora assinala significam muita luta pelos direitos dos diabéticos. Refere o fim da restrição à prática de algumas profissões como um direito conseguido ou a possibilidade de tirarem a carta de condução e de não pagarem seguros mais caros por causa da doença. A associação pretende informar a comunidade e contribuir para desmistificar a diabetes. Prestam ainda apoio ao diabético e, na sua sede, têm consulta do pé diabético e de psicologia.

|e| Maria Inês Morgado - Diário As Beiras


Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.