EMPREENDEDORISMO - Projeto da ACIBA contribuiu para a criação de oito novas empresas Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova
PUB

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EMPREENDEDORISMO - Projeto da ACIBA contribuiu para a criação de oito novas empresas



O projecto Inovstart, da Associação Comercial e Industrial da Bairrada e Aguieira (ACIBA), implementado nos concelhos de Mealhada, Mortágua e Penacova, há um ano e meio, ajudou à criação de oito empresas. Um trabalho que o presidente da associação confessa não ter sido fácil, muito por causa dos atrasos nos pagamentos por parte da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Foi na Mealhada que houve mais empreendedores acompanhados - 59 -, seguindo-se 20 em Penacova e seis em Mortágua. E se foram criadas oito empresas, há perspectivas de, no próximo meio ano, serem criadas mais seis.

Na prática, durante um ano e meio, a ACIBA, através de uma empresa de consultadoria, fez o acompanhamento de dezenas de ideias empreendedoras «com o intuito de ajudar a criação de novas empresas», assegurando apoio técnico de marketing, jurídico, de comunicação, etc.




Com as parcerias concertadas – Câmaras, Escolas Profissionais, Instituto do Emprego e Formação Profissional, Agrupamentos de Escolas, Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património, Politécnico de Coimbra,... - Alexandre Cardoso, coordenador/consultor da Consultet, disse, no seminário de encerramento do projecto, no Grande Hotel de Luso, na segunda-feira, «ter conseguido chegar a 11.350 pessoas (nove mil estudantes/recém-formados e dois mil desempregados activos)

«Com a criação de três gabinetes de apoio ao empreendedor conseguimos receber todas as pessoas para esclarecer e tirar dúvidas e, posteriormente, dar apoio técnico e formação gratuita», continuou Alexandre Cardoso, lamentando que «em determinadas alturas, o projecto apenas tenha estado com os serviços mínimos».

Uma situação que Carlos Pinheiro, presidente da direcção da ACIBA, garantiu «não ter sido fácil». «Precisamos de mais agilidade por parte da CCDR (no desbloqueamento das verbas dos fundos comunitários), mas acho que depois desta sessão vamos consegui-lo», disse, elogiando «a vontade, anseio e coragem» dos participantes «em realizarem os seus projectos» e lembrando que «empreender é correr riscos!».

Jorge Brandão, da CCDR, declarou «ter plena consciência das limitações na análise e pagamento das candidaturas», e acrescentou que, neste momento, «têm perto de 700 pedidos de pagamentos». «Sabemos que isto é fortemente penalizador para os beneficiários», lamentou.

Exemplo de sucesso

Presente na cerimónia esteve Joana Coelho, da Animal 24 Hotel & Spa, uma das empresas que usufruiu dos serviços do Inovstart. «Temos consultório veterinário em Mortágua e éramos muitas vezes contactados por pessoas que iam de férias e queriam um local para deixar os seus animais ou até por emigrantes que tinham que ir ao estrangeiro e não tinham onde os deixar», explicou a empreendedora, referindo que recorreu ao Inovstart para ajudar «com o marketing e imagem». Além deste serviço, a Animal 24 Hotel & Spa, criada em 2017, tem disponível o «vai dar banho ao cão», onde as pessoas «fazem a higiene dos seus animais no nosso espaço, não sujando, assim, as suas casas». «Ainda esta semana vamos abrir o nosso spa animal», adiantou.


Mónica Sofia Lopes - Diário de Coimbra e Jornal da Bairrada






Sem comentários:

Enviar um comentário

Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.

PUB