FESTAS DO MUNICÍPIO - Os 100 anos da Pérgola Raúl Lino e os quase 100 anos de António José de Almeida Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

FESTAS DO MUNICÍPIO - Os 100 anos da Pérgola Raúl Lino e os quase 100 anos de António José de Almeida


Se há palavra-chave que se possa aplicar ao Dia do Município de Penacova, que se assinala terça-feira, será a palavra centenário. Centenário em duplo sentido: porque se assinalam os 100 anos da Pérgola Raul Lino, porque António José de Almeida foi eleito Presidente da República faz 100 anos no próximo ano.

«Queremos que seja dado o pontapé de saída para as comemorações dos 100 anos da eleição de António José de Almeida, algo que queremos destacar nos nossos eventos e nas nossas actividades», explica o presidente da Câmara de Penacova, Humberto Oliveira, que terça-feira preside à sessão solene comemorativa do feriado que, assim, dá por terminado o programa das festas do município que decorre a partir de hoje.

É à figura de António José de Almeida que se presta homenagem no Dia do Município, assinalando o nascimento daquele que foi o Presidente da República entre 5 de Outubro de 1919 e 5 de Outubro de 1923 nascido na localidade de Vale da Vinha, a 17 de Julho de 1866. Mas nesta altura o 100 encaixa na Pérgola inaugurada em 1918 e desenhada pelo traço de Raúl Lino, admirador profundo da paisagem penacovense. A Pérgola Raúl Lino foi oferecida pela Sociedade de Propaganda de Portugal ao povo de Penacova e continua a ser hoje, como desde sempre, um local a partir do qual é possível admirar uma das paisagens mais icónicas do concelho: o rio, a sua praia fluvial, as serras.




O programa de comemoração do centenário da Pérgola tem vindo a decorrer ao longo do ano e vai continuar até Dezembro, contudo é esta terça-feira que se atinge o ponto alto, com o descerramento, às 16h00, da placa comemorativa, que será acompanhada por uma pequena recriação histórica em que, trajados a rigor, alguns actores vão encenar as vivência penacovenses do início do século passado, em que a vila era muito visitada pelos aristas, em busca dos bons ares da região e os excursionistas, que chegavam à vila através do triângulo de excursão Luso-Coimbra-Penacova.

«Vamos mostrar a importância de Penacova no início do século 20», explica Humberto Oliveira, destacando a realização de um vasto conjunto de iniciativas que, só este mês de Julho, vai incluir ainda a actuação do Grupo de Cavaquinhos da Rebordosa, dia 20 às 21h45, o Stock Off Penacova, nos dias 21 e 22, o Encontro de Grupos de Música Popular da Rota da N2, dia 22, às 15h00, a actuação do Coral Divo Canto, dia 27, às 21h45, o Prémio Martins da Costa, no dia 28, e ainda a Funny Run, no dia 29. A comemoração do feriado municipal dá este ano maior visibilidade às cidades geminadas com Penacova, que Humberto Oliveira faz questão de destacar, sobretudo em relação a PontSaint-Esprit, em França, cuja geminação «durante algum tempo esteve esquecida», mas também em relação a Cistierna, Espanha. Comitivas das duas cidades vão marcar presença com o objectivo, assume o autarca, de «estreitar relações» bem como «encontrar plataformas para desenvolver parcerias» e «perceber como potenciar as relações».

Na sessão solene vai igualmente ser assinado um protocolo de colaboração entre a Câmara de Penacova e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penacova que, segundo o autarca, vem no seguimento de um primeiro protocolo assinado no mandato anterior e que visa «regulamentar» a actividade conjunta das duas entidades e estabelecer o apoio financeiro que vai ser dado pelo município à corporação, que será no valor de 90 mil euros anuais, dos quais 60 mil para despesas de funcionamento, actividades operacionais e atendimento permanente na Central de Protecção Civil e 30 mil para apoio ao investimento.

Homenagem a três funcionários

Os funcionários que completam 25 anos ao serviço do município ou se aposentaram vão esta terçafeira ser alvo de homenagem na sessão solene do Dia do Município. E são eles Georgina Nazaré Santos Oliveira e Rui Manuel Simões Carvalho da Silva, que há 25 anos trabalham na autarquia, e Joaquim Rodrigues, o funcionário que se aposentou. A cerimónia tem início às 10h00, já depois do hastear da Bandeira ao som do Hino Nacional, interpretado pelas bandas filarmónica do concelho (Penacova, Lorvão e S. Pedro de Alva) e da deposição de uma coroa de flores no busto de António José de Almeida


Margarida Alvarinhas – Diário de Coimbra



Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.