GASTRONOMIA - Região de Coimbra dá a conhecer as potencialidades do território Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

GASTRONOMIA - Região de Coimbra dá a conhecer as potencialidades do território


A região de Coimbra “abriu as portas” para a visita de três dias ao júri que representa o International Institute of Gastronomy, Culture, Arts and Tourism (IGCAT), dando-lhe a conhecer as potencialidades gastronómicas do território. Com vista à conquista da distinção da Região Europeia de Gastronomia 2021, o castelo de Montemor-o-Velho foi o local escolhido pela CIM Região de Coimbra para que o júri se inteirasse de um conjunto de notas e recomendações acerca da região. Tratou-se de uma pré-valiação do documento apresentado em Maio tendo em atenção a referida distinção, estando prevista a decisão final para o dia 8 de Outubro, em Bruxelas.




Perante uma plateia entusiasmada, a presidente do júri, a inglesa Edith Szivas, perita em Turismo Sustentável e vice-presidente para a área financeira do IGCAT, foi peremptória na sua análise: «Recomendamos fortemente a aceitação da candidatura da região de Coimbra», recebendo de resposta uma salva de palmas.

A recomendação surgiu após o júri formado, além de Edith Szivas, por Mihaela Antofie (Roménia), Antti Iire (Finlândia) e Anja van Hout (Holanda) ter tomado o pulso à região, numa visita que contemplou um variado conjunto de instituições de ensino ligadas à candidatura, em que não faltou provas a diversos produtos marcantes na área da gastronomia e vinhos.

O júri ficou impressionado com a forte cultura gastronómica da região, expressa nos seus produtos, mas também na força do movimento das confrarias, presentes no castelo de Montemor-o-Velho da Serra ao Mar, nomeadamente as da Gândara, Bolo de Ançã, Lampreia (Penacova), Vinho de Lamas (Miranda do Corvo), Lampantana (Mortágua), Doçaria (Tentúgal), Queijo do Rabaçal, Queijo da Serra, Nabos e Companhia (Mira).

Na presença de Luís Lavrador, “embaixador” da candidatura, o júri enalteceu o esforço feito pelas autoridades regionais na área do ensino, destacando a existência de um inédito curso superior de gastronomia, fruto da colaboração da Escola Agrária de Coimbra, Escola Superior de Educação e Escola de Hotelaria e Turismo.

Para João Ataíde, presidente da Câmara da Figueira da Foz e da CIM Região de Coimbra, «esta visita pretendeu evidenciar a autenticidade e diversidade que caracteriza a região, valorizando os seus produtos, os lugares e as pessoas». 
«O nosso compromisso passa também pelo turismo, cultura, promoção da economia local e criação de emprego», disse ainda o edil figueirense. 

candidatura conta com o apoio de várias estruturas do campo do ensino, além da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro, do Ministério da Agricultura e da Secretaria de Estado do Turismo.


Carlos Sousa – Diário de Coimbra



Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.