SÃO MAMEDE (Lorvão), quer ver revitalizadas as suas associações Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

SÃO MAMEDE (Lorvão), quer ver revitalizadas as suas associações


No dia 5 deste mês de Agosto ocorreu em São Mamede, em terras da Freguesia de Lorvão, uma grande festa de convívio, a qual teve como função chamar as pessoas e com elas encontrar soluções para que o Desporto, sobretudo o Futebol, volte às suas lides associativas culturais e solidárias, com a revitalização do grupo desportivo, que terminou a sua actividade há mais de seis anos e da Associação de Apoio a Jovens e Idosos, tanto mais possuindo boas instalações, com todos os requisitos para que estas actividades tenham a sua continuidade.




Foram mais de 300 as pessoas que acorreram à chamada de António Maia Lopes, que sendo um entusiasta desta revitalização, está em condições, com outros vizinhos, a assumiram responsabilidades, tendo ali mesmo tido o apoio de outros apoiantes. Assim sendo, está aprazada a realização de uma assembleia geral lá para o mês de Setembro e com ela possibilitar o encontro de são-mamedenses a darem corpo organizativo às associações agora inactivas. Nas suas palavras deixou um muito obrigado a todos pela sua presença, e com esta força, alguns dizem já que António Lopes vai ser o novo presidente.

Há força para continuar…

Neste convívio, onde se notou já a solidariedade existente entre as gentes de S. Mamede, as intervenções que se seguiram são de lenitivo forte para que as duas associações se unam e todas elas esclareceram que estão com vontade, em próxima assembleia geral, resolverem a situação.

António Marques, um elemento que sendo ainda presidente mas sem actividade da Associação, depois de dissertar sobre o que tem sido o percurso da colectividade, as actividades que proporcionou e as instalações amplas e maravilhosas que ali estão à vista, onde se gastaram 400 mil euros, disse que graças à Associação Desportiva que São Mamede fosse falada e tivesse nome, referindo que hoje a juventude tem outras alternativas para se ocupar, mas também lembrou os custos que era necessário despender, com inscrição de jogadores, segurança (GNR), etc. 

Tem esperança que haverá pessoas com coragem para avançar, com novos projectos e um deles será a abertura do Centro de Dia que «nunca chegou a funcionar». Convidando os atletas, treinador, autarcas anteriores e actuais, para que dêem força, tanto mais assistindo àquele evento, disse António Marques que «não é preciso muita gente, é preciso que haja boa vontade» e disse estar certo, depois de ver a abrangência que teve o evento «será uma forma de unir as das duas Associações», e se gozem aquelas instalações em pleno. Não deixou de recordar o vice-presidente, Rui Rodrigues Santos, um dos elementos dedicados e dinâmicos, que «tão novo nos deixou».

Depois de António Santos, presidente cessante da Associação Desportiva, dizer que é tempo de «colocar uma pedra sobre gestos que aconteceram e seguir em frente», pois «existem compromisso que é preciso saldar», mas que tais assuntos serão para discutir e analisar em próxima assembleia, frisando que «é preciso as coisas bater no fundo para avançar» e por isso deixando claro que a sua disponibilidade é total, para fazer esse avanço, foi o Dr. Mauro Car­pinteiro a salientar que aquela casa é para si como um filho, e por isso ali fica lançado o desafio de continuidade, tanto mais sendo também «o encontro da memória e do trabalho» dos que para aquela instituição tiveram a sua quota-parte no seu desenvolvimento e deixou o repto para que se acompanhe o António Lopes para dar continuidade ao trabalho que até ao momento foi feito.

O Ex e o actual Presidente da Câmara de Penacova deram força

Para dar mais força e ânimo ao que está projectado delinear-se, as presenças do ex e do actual presidente da Câmara de Penacova, foram dois rostos que marcaram a amizade que nutrem por S. Mamede, não deixando de regatear o seu apoio.

O Eng. Manuel Estácio Flórido, um dos que deu força àquela comunidade quando exerceu funções, com a disponibilidade de algumas verbas atribuídas para aquelas infra-estruturas, e porque tendo ali raízes, e por isso não as rene­gando, afirmou que «podem contar com o meu apoio».

Acompanhado da esposa e filhita e pelo vereador do Desporto, Ricardo Simões, o Dr. Humberto Oliveira, não deixando de tecer elogios ao trabalho que o Eng. Estácio Flórido desenvolveu, sendo uma figura que não esquece e o concelho também não, agradeceu ao António Lopes a forma de mobilização que ali patenteou, demonstrando «o que é possível fazer-se futuramente», já que «o trabalho de raiz está feito» e deixou claro que «haja projectos, que a Câmara não deixará de os apoiar» e que «no próximo verão estarmos aqui, mas com um projecto de futuro para a comunidade de S. Mamede».

«Não basta fazer eventos… é preciso avançar»

Para António Lopes, «não basta fazer eventos, é preciso avançar com calma e perseverança», porque «o tempo urge» e, nesta medida, acentuou que «vamos avançar e é com esta motivação que vamos em frente»


José Travassos de Vasconcelos – A Comarca de Arganil



Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.