Últimas Notícias

PARLAMENTO - Pedro Coimbra defende cuidados continuados no Mosteiro de Lorvão



O deputado do PS Pedro Coimbra defendeu hoje a solução cuidados continuados para o Mosteiro do Lorvão. O parlamentar intervinha hoje na Assembleia da República durante a discussão de uma petição pela criação de uma unidade de cuidados continuados integrados e de reabilitação nas antigas instalações do Hospital Psiquiátrico de Lorvão, do qual foi relator e cujo documento foi aprovado por unanimidade.

Os peticionários defendem que a integração daquela infraestrutura na rede nacional de cuidados continuados integrados será uma mais valia importante. Pedro Coimbra está de acordo. Lembrando o “património histórico e cultural do Mosteiro de Lorvão, que é Monumento Nacional”, bem como a sua “enorme importância para toda a região”, o deputado de Coimbra defendeu a solução dos peticionários.

Tendo em conta os investimentos recentes na igreja, nos claustros e no museu, importa agora dar ocupação digna à ala que anteriormente foi ocupada pelo antigo Hospital Psiquiátrico do Lorvão, podendo ser os cuidados continuados integrados uma excelente solução, pois são uma importante resposta de saúde que acrescentaria valor a utentes, às famílias e ao comércio local”, assumiu.

No entender do socialista, “os cuidados continuados parecerem ser mesmo a melhor solução, mas todas as hipóteses podem e devem ser equacionadas desde que sejam uma mais valia para a vila de Lorvão e para a comunidade”.

Qualquer solução digna e viável é bem-vinda, incluindo qualquer uma que possa ser promovida pela comunidade local, que se venha a organizar e a empreender, através de uma IPSS, associação ou outra”, disse o deputado.
Por fim, rematou que “importante mesmo é assegurar a sua preservação, valorização e divulgação, bem como um acesso alargado a todos, pois trata-se de um importantíssimo Monumento Nacional”.

Sem comentários


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.