REDE SOCIAL organiza Matiné Dançante em Penacova Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REDE SOCIAL organiza Matiné Dançante em Penacova


No âmbito da Rede Social de Penacova, em parceria com a Santa Casa da Misericórdia de Penacova, decorreu o Matiné Dançante no dia 28 de junho.

Esta iniciativa realizada no Largo de Santo António, em Penacova, contou com a presença do Músico Patrick Rendinho que animou os cerca de 150 idosos das várias Instituições Particulares de Solidariedade Social do Concelho.

Dançar na terceira idade não é só uma maneira divertida de mexer o corpo, habilidades como força, ritmo, agilidade, equilíbrio e flexibilidade, também são desenvolvidas e trazem bem-estar e saúde aos idosos. Quando dançam, os séniores fazem um esforço maior para memorizar a sequência dos passos e precisam de concentrar para não invadir o espaço do parceiro. Além disso, lembram-se de experiências e sensações vividas no passado, quando a música os remete à juventude.

O objetivo da dança é o de trabalhar com um mecanismo harmonizador, respeitando as emoções, os estados fisiológicos, desenvolvendo habilidades de movimentos, exercendo possibilidades de autoconhecimento e possibilita os seguintes benefícios: estimula o cérebro, reforço dos músculos e proteção das articulações, conhecimento do seu corpo, melhora a capacidade motora, melhora o desempenho cognitivo, melhora a memória, concentração e atenção, proporciona cooperação e colaboração, contato social, criatividade e melhora a autoestima.

No final da atividade foi oferecido um lanche pela Santa Casa da Misericórdia aos participantes, constituído por sumos e bolos variados.

No evento estiveram presentes a Vereadora da Ação Social e Educação do Município de Penacova, Dra. Sandra Ralha, acompanhada de alguns elementos da direção das várias Instituições de Solidariedade Social do concelho e da Segurança Social.



Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.