ECONOMIA - Confiança dos consumidores continua a aumentar e clima económico estabiliza Penacova Actual PENACOVA ACTUAL - Jornal de Penacova

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ECONOMIA - Confiança dos consumidores continua a aumentar e clima económico estabiliza


A evolução do indicador de confiança dos consumidores resultou do contributo positivo de todas as componentes, perspetivas relativas à situação económica do país e à realização de compras importantes”, defende o INE. A subida que se iniciou em abril continuou em agosto.


O indicador de confiança dos consumidores portugueses voltou a aumentar no mês de agosto, continuando a subida que se iniciou em abril, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgados esta quinta-feira, 29 de agosto. Assim, o inquérito de conjuntura às empresas e consumidores continua a contrariar o movimento descendente que se registou desde junho de 2018.

A evolução do indicador de confiança dos consumidores resultou do contributo positivo de todas as componentes, perspetivas relativas à situação económica do país e à realização de compras importantes, opiniões sobre a situação financeira do agregado familiar e expectativas sobre a evolução futura da situação financeira do agregado familiar”, assegura o gabinete de estatísticas nacional.

Os indicadores de confiança da indústria transformadora e da construção e obras públicas aumentaram em agosto, contrariando a diminuição que se observou no mês de julho. A evolução positiva refletiu o contributo positivo do saldo das apreciações sobre a procura global e da perspetiva de produção e apreciações sobre a carteira de encomendas e perspetivas de emprego, respetivamente.
Por sua vez, o indicador de confiança do comércio apresentou um decréscimo este mês, contrariando o aumento de julho, sendo que o maior contributo para esta diminuição se verificou nos “saldos de opiniões sobre o volume de vendas e das perspetivas de atividade”, com as apreciações do volume de stocks a contribuir de forma positiva.

O indicador de confiança nos serviços voltou a diminuir, pelo segundo mês consecutivo, com todas as componentes a apresentar contributos negativos.


Sem comentários:

Enviar um comentário


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.