Últimas Notícias

COVID 19 - Movimento solidário, que produz materiais de proteção para profissionais de saúde, pede ajuda a voluntários que se queiram associar ao projeto



Face à carência de recursos para proteger os que se encontram na linha da frente do combate à pandemia donovo COVID-19, surge o movimento de solidariedade WeSew, “Nós Costuramos” em português.

A ideia nasce de uma parceria entre a ihcare, a Câmara Municipal de Penela e a Penelarte que tem como objetivo a produção de equipamentos de proteção individual (máscaras cirúrgicas FFP1, cogulas e cobre botasdescartáveis) com apoio voluntário e de forma totalmente gratuita, de forma a conceder às instituições de saúde e prestação de cuidados locais uma ferramenta essencial e que escasseia constantemente.

Para dar início deste movimento foi necessário reunir um grupo de profissionais de diferentes áreas que, voluntariamente, arregaçou as mangas para dar estrutura na gestão e na comunicação, fazendo jus ao objetivo principal do WeSew: reunir voluntários, artesãos e curiosos que possuam máquinas de costura em casa e que se encontrem em isolamento voluntário, para auxiliar na execução de máscaras e cogulas para os profissionais das IPSS locais e demais necessidades do distrito de Coimbra.

Todo o processo de entrega das matérias primas, execução e posterior recolha dos materiais finais tem como regra elementar a segurança dos voluntários, não preconizando o aglomerado de pessoas. Numa fase final da produção, todo o material será devidamente esterilizado e embalado para que possa ser entregue aos utilizadores finais de forma segura, sem riscos de contaminação.

De momento o movimento já conta com cerca de 20 costureiras e estima-se que esta rede venha a aumentar, devido a contatos que têm vindo a ser feitos nos últimos dias. Todos os cidadãos são convidados a colaborar no projeto e, para isso, basta entrar em contacto pelos meios disponibilizados ou pela página oficial no Facebook.

Para que esta iniciativa fosse possível foi solicitado à Maria Modista e a Marco Moreira a autorização para a utilização dos moldes para a produção, que prontamente acederam ao pedido. Não menos importante são para já as parcerias com a MM Comunicação para os Kits a distribuir e com a HIESE Smart Rural que disponibilizou o espaço para esterilização do material, entre outros.

No entanto, tendo presente a grave lacuna de material de proteção individual nas mais variadas instituições da região de Coimbra, o Movimento WeSew está a apelar a que outros Municípios e empresas do setor privado se possam associar e colaborar, de modo a dar resposta célere às necessidades locais de cada Concelho. Desta forma poderemos replicar a iniciativa noutros locais, como já ocorre em Penela.

Diana Pires, CEO da ihcare e mentora da WeSew, afirma que “Com a colaboração de parceiros locais e demais, o projeto pretende executar numa primeira fase, aproximadamente 11.250 máscaras e 2000 cogulas". No entanto, "tendo presente a grave lacuna de material de proteção individual nas mais variadas instituições da região de Coimbra, o Movimento WeSew está a apelar a que outros Municípios e empresas do setor privado se possam associar e colaborar, de modo a dar resposta célere às necessidades locais de cada Concelho. Desta forma poderemos replicar a iniciativa noutros locais, como já ocorre em Penela, como o objetivo de conseguirmos dar resposta a todas as necessidades”, adianta a responsável.


Sem comentários


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.