Últimas Notícias

ILUSTRES [DES]CONHECIDOS - Homero António Daniel José Pimentel (1914-1987)



Homero António Daniel José Pimentel, filho de José Augusto Pimentel, sapateiro, e de Amélia Martins, doméstica, nasceu em Penacova em 19 de Maio de 1914. Neto paterno de Daniel de Andrade Pimentel e Felicidade da Glória e materno de António Martins e Leonor de Jesus.

Em 1932 ingressou no Seminário de Évora. Passados 3 anos veio para o Seminário de Coimbra, onde esteve até 1937, ano em que abandonou os estudos eclesiásticos e passou a frequentar o Ensino Universitário.

Concluiu a sua formatura em Letras (Filologia Clássica) em 1942. Leccionou em Vila do Conde, Tomar, Torres Novas e Pombal.

No ano de 1948 fundou em Arganil o Externato Nossa Senhora do Montalto em sociedade com um colega mas acabando por sozinho assumir a direcção, agora com o nome de Externato Alves Mendes (em homenagem a Alves Mendes, figura eminente da cultura nacional, penacovense e familiar da sua mulher Beatriz Pimentel), com a valência de internato, onde acorreram alunos vindos dos mais diversos pontos do país, atraídos pela fama que o colégio angariara entretanto.

Em 1958/59 é inaugurado um novo edifício “o colégio novo”, onde em 1970 passaria a funcionar o Ciclo Preparatório da responsabilidade do Estado.

Também em Penacova a ele se devem o Externato Nossa Senhora da Esperança e posteriormente o Externato Príncipe das Beiras.

Foi agraciado pela Câmara Municipal de Arganil, em 1983, enquanto “pioneiro do ensino secundário” naquela vila e Região”. Em Arganil foi erigido um busto em sua homenagem e o seu nome faz parte da toponímia.

Em 2008, por iniciativa da Junta de Freguesia de Penacova a artéria até aí designada por Rua das Escolas passou a ter o nome deste  professor e pedagogo responsável pela direcção do Externato Príncipe das Beiras, que deu origem ao que é hoje o Agrupamento de Escolas de Penacova.




Em 14 de Maio de 2016 foi inaugurado o Busto de Homero Pimentel na Pérgola Raul Lino (próximo da antiga Pensão Viseu) da autoria de Albano Martins, em reconhecimento pelas qualidades de pedagogo e humanista e pelo papel de extrema relevância que teve na educação de muitas gerações de jovens de Penacova, Vila Nova de Poiares, Arganil e Tábua.

Num tempo em que Portugal possuía sérias deficiências no que respeita à formação escolar, à cultura e às condições de vida das populações, Homero Pimentel, “assumiu um papel determinante, dando asas a muitos alunos desses concelhos e permitindo-lhes, através do acesso à formação escolar e à cultura, voar mais alto, alcançando objectivos que de outra forma teriam sido talvez impossíveis.”

Faleceu no dia 10 de Fevereiro de 1987. Jaz no cemitério da Eirinha em jazigo de família.

Sem comentários


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.