Últimas Notícias

CICLISMO - Maria Martins e Raquel Queirós começaram ontem a percorrer a EN 2 em bicicleta



 As ciclistas Maria Martins, da vertente de pista, e Raquel Queirós, de BTT, vão pedalar de Chaves até Faro, cumprindo a estrada nacional 2 (EN 2) para promover a atividade física e para "desfrutar".
"É uma aventura. Tive esta ideia para me desafiar um pouco e ir além do ciclismo de competição, para desfrutar um pouco mais do que é o ciclismo em si. Junta as duas coisas que mais adoro fazer, andar de bicicleta e descobrir o nosso país, que é lindíssimo", explicou Maria Martins, em declarações à Lusa.
A ideia da atleta, que nos Jogos Olímpicos Tóquio2020, adiados para 2021, vai estrear-se e estrear também Portugal no quadro do ciclismo de pista, surgiu em 2019, quando assistiu ao Grande Prémio N2, prova para os profissionais masculinos.
Essa ideia, agora com o nome ‘Pela Estrada Nacional 2 Rumo a Tóquio’, juntou-se à iniciativa "Pedalar É Vital, Inspira Portugal", da Federação Portuguesa de Ciclismo, de promoção da atividade física e da bicicleta.
Com ‘Tata' Martins estará Raquel Queirós, que procura juntar-se à amiga em Tóquio2020, mas na variante de BTT, para uma ‘aventura' em cinco etapas.
O percurso, a ser feito em cinco etapas, teve início ontem no marco 0 em Chaves com direção a  Castro Daire, num total de 134,4 km. Hoje tem lugar a estapa de Castro Daire - Góis, 133,7 km, a que se seguirão as estapas Góis - Ponte de Sor, 148,5 km, Ponte de Sor - Aljustrel, 182,1 km e  Aljustrel - Faro, 117,2 km, com início às 10h00.

No final da expedição, porque é importante entusiasmar as novas gerações para os mundos que o ciclismo nos abre, as duas ciclistas deslocam-se ao Refúgio Aboim Ascensão, em Faro, para oferecer bicicletas que poderão passar a ser usadas pelas crianças ali acolhidas.





Sem comentários


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.