Últimas Notícias

GASTRONOMIA - Uma deliciosa viagem virtual pelos paladares, saberes ancestrais e receitas quase secretas da Região de Coimbra foi ontem apresentada


Uma viagem “inebriante” pela identidade de um povo, através de paladares, de saberes ancestrais, de receitas quase secretas e agora revisitadas: é esta a proposta do Taste Coimbra Region, o novo portal online criado no âmbito da distinção da Região de Coimbra como Região Europeia da Gastronomia 2021.

Patrícia Cruz Almeida – Diário As Beiras

O site, lançado ontem com transmissão direta na página de facebook da CIM Região de Coimbra, desafiou dois chefs – o reconhecido chef Luís Lavrador e o jovem chef Bernardo Calvo – a confecionar a mesma receita de forma tradicional e inovadora. Partindo do ingrediente principal – o Arroz Carolino do Baixo Mondego –, o chef Lavrador elaborou um arroz doce tradicional com ovos, enquanto que o chef Bernardo serviu uma sobremesa de leite-creme, sorvete de limão, noz e mel da Serra da Lousã, framboesa e pó de arroz Carolino do Baixo Mondego.

Esta é uma forma de mostrar como podemos apreciar a gastronomia da região, numa viagem que se quer dinâmica, entre a inovação e a tradição”, disse Luís Lavrador.

Um milhão de estórias gastronómicas é o lema da Região de Coimbra - Região Europeia de Gastronomia 2021, “um desafio que integRra a imensa riqueza dos recursos e produtos endógenos da região e as organizações ligadas à gastronomia, restauração, cultura e turismo”, disse, por seu turno, Jorge Brito, secretário executivo da CIM Região de Coimbra.

No portal, além de receitas de pratos típicos da região, há uma área dedicada aos produtores, outra a eventos gastronómicos e, entre outras “viagens”, uma área dedicada aos cerca de 100 restaurantes que detêm a “marca” Seleção Gastronomia e Vinhos, que atesta que o serviço e o desempenho cumprem os critérios de qualidade verificados pelas equipas auditoras, no domínio gastronómico, técnico e de serviço.

Uma distinção obtida no âmbito de um programa promovido pela AHRESP, em parceria com a CIM da Região de Coimbra e a Turismo do Centro de Portugal, que pretende desenvolver, num processo contínuo, uma rede de estabelecimentos de restauração e bebidas que garanta a satisfação dos seus clientes, contribuindo para a qualificação da oferta gastronómica da Região de Coimbra, promovendo e valorizando a gastronomia.

Uma “excelente receita turística”

A candidatura da Região de Coimbra ao título de “Região Europeia da Gastronomia 2021” envolve um conjunto pluridisciplinar de organizações que operam em variadas áreas – desde a saúde, à educação – a Grupos de Ação Local, confrarias, cooperativas, associações e privados.

Este projeto, na qual estamos a trabalhar afincadamente, tem como suporte um programa de desenvolvimento e valorização da imensa riqueza de produtos da Região de Coimbra, que são perfeitos para cozinhar uma excelente receita turística, ligando o território pela excelência dos seus sabores e receituário, onde se destacam: chanfana, lampantana, cabrito, leitão, lampreia, pescado da arte xávega, sardinha da figueira da foz, arroz do baixo mondego, queijos dop – rabaçal e serra da estrela e doçaria conventual”, disse ontem, numa transmissão online, o presidente da CIM Região de Coimbra, José Carlos Alexandrino.

É a partir do novo site – tastecoimbraregion. pt – que vamos dar a conhecer estes produtos de excelência ao mundo, assim como os restaurantes da região, as notícias e os eventos que foram suspensos devido à pandemia, mas que regressarão em breve. Sempre sob a chancela da Região Europeia da Gastronomia 2021 como indutor de dinâmica económica”, acrescentou. Neste portal, há um milhão de estórias gastronómicas para descobrir. E para saborear.



Sem comentários


Leia as regras:

1 - Os comentários ofensivos não serão publicados.
2 - Os comentários apenas refletem a opinião dos seus autores.